Automóvel Último supercarro da Jaguar é o mais rápido da marca

Último supercarro da Jaguar é o mais rápido da marca

A Jaguar afirma que o sedan de 592 cavalos de potência pode atingir 320 km/h e vai dos 0 aos 100 km/h em 3,3 segundos.
Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar Jaguar
Bloomberg 05 de julho de 2017 às 17:16

Dentro da Jaguar, o último supercarro da marca era conhecido por "ideia maluca".

 

Mas o conceito é simples e tão antigo quanto as próprias corridas: pegue a carroceria mais leve possível e combine-a com o V8 mais poderoso disponível. O resultado é o Project 8, o produto mais recente da unidade Special Vehicle Operations da empresa, criada há três anos.

 

O carro laranja baseado na carroceria do XE estreou-se nas pistas este fim-de-semana no Festival da Velocidade de Goodwood, nos arredores de Londres, subindo uma colina de 1,86 quilómetros ao lado de modelos das marcas Lamborghini, McLaren, Porsche, Koenigsegg e outros que estão entre os veículos de produção mais rápidos. A Jaguar afirma que o sedan de 592 cavalos de potência pode atingir 320 km/h e vai dos 0 aos 100 km/h em 3,3 segundos.

 

"Não há nada de fútil neste carro", disse Mark Stanton, director da Special Vehicle Operations na Jaguar Land Rover. "É um carro para ser conduzido, e conduzido rapidamente, na pista."

 

O Project 8 será construído à mão em Warwickshire, na Inglaterra, já que a maioria dos painéis são únicos neste carro, o que contrasta com o sedan padrão. A parte dianteira, por exemplo, foi alongada para abrir espaço para o super-motor V8 de 5 litros. Os arcos das rodas foram aumentados para acomodar os pneus de corrida traseiros de 305 milímetros e melhorar a aerodinâmica.

 

A fibra de carbono está por todos os lados, do para-choque dianteiro e do respiradouro no capô até o aerofólio traseiro projectado para fornecer força descendente e melhorar a condução. O acabamento de fibra de carbono em torno da parte inferior também ajuda a controlar o fluxo de ar.

 

Por dentro parece mesmo um Jaguar. Os bancos de corrida dianteiros de fibra de carbono são cobertos por couro preto. Há uma porta USB, dois porta-copos e GPS com visor sensível ao toque ao lado de um ponto de acesso Wi-Fi por 4G. Na versão de corrida, o assento do banco traseiro foi removido para abrir espaço para uma protecção, versão que não será disponibilizada nos EUA e no Canadá. Todos os carros têm volante à esquerda. A versão britânica é vendida a 149.995 libras (198.000 dólares) e paga-se 7.000 libras adicionais pelo pacote de corrida.

 

A Jaguar produzirá 300 unidades em todo o mundo, contra 250 F-types que foram convertidos no seu último projecto especial. As entregas começam no próximo verão do Hemisfério Norte. O protótipo que correu neste fim-de-semana foi concluído há apenas alguns dias. As cores de fábrica são vermelho, preto e branco, com cinco metálicos opcionais, incluindo o laranja que foi exibido.

 

A carregar o vídeo ...

 

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar