Automóvel Um em cada dez carros chumbou na inspecção

Um em cada dez carros chumbou na inspecção

Luzes e equipamento eléctrico, quadro, direcção suspensão e pneus foram as principais causas para a reprovação no ano passado, ainda assim com uma taxa inferior em relação a 2015.
Um em cada dez carros chumbou na inspecção
Miguel Baltazar
Paulo Zacarias Gomes 11 de setembro de 2017 às 15:51
Dos mais de 5,8 milhões de viaturas automóveis inspeccionadas no ano passado pelos centros de inspecção automóvel, 614 mil chumbaram e obrigaram à repetição do exame. 

Os números, que resultam numa taxa de reprovação de 10,58% - ou seja, por cada dez veículos inspeccionados, em média um não passou no teste - são da ANCIA - Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel.

Luzes e equipamento eléctrico, quadro, direcção suspensão e pneus foram as principais causas para a reprovação, lê-se num comunicado enviado às redacções.

A associação que representa os centros de inspecção refere ainda que esta taxa de chumbos "forçou" os donos das viaturas "à reposição das conformidades técnicas necessárias a uma circulação legal e segura nas estradas portuguesas." O valor é, ainda assim, inferior aos 13,34% de taxa de reprovação verificadas no ano anterior.

"As inspecções são garantia de uma circulação segura, na medida em que reduzem os veículos com deficiências mecânicas, passíveis de se tornarem um perigo para todos os utentes das estradas," refere no mesmo documento o presidente da ANCIA, Paulo Areal (na foto).

O responsável defende ainda que sejam sujeitos a inspecção "todos os veículos a motor, em particular, os de duas e três rodas", incluindo ainda os tractores agrícolas e máquinas industriais "como medida de prevenção de acidentes rodoviários".

Em Maio passado, o PSD questionou o Governo sobre o atraso na regulamentação das inspecções periódicas a motociclos com mais de 250 centímetros cúbicos (cc), previstas num decreto-lei de 2012 mas que aguardavam ainda que o Executivo publique legislação em falta.

Em Janeiro, ao Negócios, o Governo garantiu que em 2017 vão arrancar as inspecções periódicas obrigatórias a motociclos com mais de 250 cc. Na altura atribuiu o facto de não se terem ainda iniciado com "atrasos na adaptação dos centros".

Já a associação do sector garantia que tinham sido investidos 30 milhões em 150 centros no país e reclamava a publicação de regulamentação em falta.



A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 11.09.2017

Isto de particulares viverem disto... fazem concorrência, se num sítio forem mais permissivos, o pessoal muda-se todo para esse e os outros das redondezas ficam a xuxar no dedo.

comentários mais recentes
Ciifrão 12.09.2017

A inspecção automóvel é uma farsa, aquilo não garante segurança nenhuma. Quando muito fiscaliza manipulações ilegais nas viaturas. Depois não há mal nenhum levar o carro à inspecção para fazer um diagnóstico do que está a funcionar mal, talvez se poupe mais do que substituir peças para não arriscar chumbar.

Anónimo 11.09.2017

A CORRUPÇÃO EM MUITOS CENTROS É ENORME. DEVIA HAVER CAMARAS DE FILMAR DENTRO E FORA DOS CENTROS DE INSPECÇÃO E TUDO FICAR REGISTADO EM GRÁFICOS DE MAQUINAS. POR ISSO CONTINUAM POR AÍ MILHARES DE CARROS A DEITAR FUMO E NEM A GNR OS MANDA PARAR E OBRIGAR A NOVA INSPECÇÃO.

nuno 11.09.2017

Se TODOS os carros que andam na estrada fossem à inspeção, havia uma taxa de reprovação maior. Anda por aí muito lixo que não vai à inspeção.

Lol 11.09.2017

Os chumbados foram os que não deram 20 paus ao gajo da inspecção

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub