Automóvel Um Jaguar E-Type de 1968 que é um carro eléctrico

Um Jaguar E-Type de 1968 que é um carro eléctrico

A Jaguar Land Rover Classic adaptou um Jaguar de 1968 para os tempos modernos, tornando-o um veículo totalmente eléctrico mas mantendo as linhas de um carro considerado um dos mais bonitos de todos os tempos.
A carregar o vídeo ...
Negócios 08 de setembro de 2017 às 15:09
Enzo Ferrari terá dito, em tempos, que o Jaguar E-Type era "o carro mais atraente alguma vez construído", e o modelo tem vencido vários concursos de popularidade no que toca à sua estética. Agora, a Jaguar Land Rover Classic decidiu trazer esse símbolo para o século XXI, electrificando-o.

O projecto da empresa oficial dos carros clássicos da marca quis ver como seria a adaptação de um carro de linhas inconfundíveis aos tempos modernos. Com a instalação de um motor totalmente eléctrico, com uma autonomia para 270 km com uma carga total, os engenheiros responsáveis afirmam que tem uma performance superior ao automóvel original, nomeadamente em termos de velocidade.

Por outro lado, a transformação foi feita deixando a possibilidade de, sem alterações estruturais de monta, o E-Type poder voltar a ser equipado com o seu motor original. "O nosso objectivo com o E-Type Zero é assegurar o futuro dos donos de carros clássicos. Estamos ansiosos por ver a reacção dos nossos clientes, à medida que investigamos a possibilidade de trazer este conceito para o mercado", afirma Tim Hannig, director da Jaguar Land Rover Classic, que vê aqui mais um nicho de mercado para além do tradicional restauro de carros clássicos.

O protótipo será apresentado este fim-de-semana durante o Jaguar Land Rover Tech Fest, que decorre na universidade Saint Martins, em Londres.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Doutor da mula ruça Há 1 semana

Quero um! Ou melhor, sonhar com um...!

pub