Start-ups Unicer e Mercedes a caminho do Hub do Beato

Unicer e Mercedes a caminho do Hub do Beato

A Unicer é uma das entidades que vai instalar-se no Hub Criativo do Beato, localizado num antigo edifício militar cedido à autarquia lisboeta por mais de sete milhões de euros. A Mercedes considera que há uma “probabilidade elevada” de instalar aí o hub digital.
Unicer e Mercedes a caminho do Hub do Beato
Miguel Baltazar
Ana Laranjeiro 24 de julho de 2017 às 20:15
A Unicer é uma das entidades que vai instalar-se no Hub Criativo do Beato, um antigo complexo militar cedido à autarquia pelo exército. O centro digital da Mercedes provavelmente vai seguir-lhe os passos.

A Unicer vai ocupar o espaço da central eléctrica daquele complexo, encarregando-se da sua reabilitação, e criar ali uma "micro cervejeira, uma pequeníssima unidade industrial, destinada ao fabrico de cerveja por métodos artesanais", adianta ao Negócios o presidente da empresa, Rui Ferreira.

Além disso, aquele espaço terá uma componente de restauração, e também "espaços integrados para a dinamização cultural, seja na área da música ou de outras artes performativas". "Vemos a central eléctrica muito mais como espaço polivalente e que pode ter diferentes usos e ‘layouts’ para proporcionar experiências diferentes e atraentes".

Rui Ferreira explica ainda que a Unicer partilha com a Câmara de Lisboa a visão sobre "o projecto e os objectivos pretendidos" para o Hub do Beato, daí que tenha surgido a ideia de se instalarem nesta estrutura. Para já, a expectativa é que possam começar a operar no hub no final do próximo ano. Quanto aos custos, o líder da empresa considera que é prematuro falar do investimento na qualificação do espaço.

No final do ano passado, Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, já tinha adiantado em entrevista ao Negócios, que a ideia, para o desenvolvimento daquele espaço, era que as entidades que o fossem ocupar suportassem o investimento na reabilitação. Em Fevereiro deste ano, Miguel Fontes, líder da Startup Lisboa (organização que vai dinamizar aquela estrutura), assumiu que o município poderia suportar o investimento na recuperação das infra-estruturas comuns.

Também o Digital Hub da Mercedes, que chegou a Lisboa em Maio, tem uma "probabilidade elevada" de ir ocupar um espaço no Hub Criativo do Beato. Alexandre Vaz, líder deste centro da Mercedes, explica ao Negócios que esta antiga estrutura militar cumpre todos os requisitos que a marca estabeleceu. O espaço que esta unidade da construtora automóvel pode vir a ocupar terá uma área de mil metros quadrados, o que significa que terá capacidade para 100 a 120 pessoas.

A confirmar-se a ida da Mercedes, são, para já, três as entidades que irão ter presença naquele espaço. É que o Web Summit avançou já no ano passado que iria ter um escritório naquele hub. Abriu, entretanto, um escritório provisório também em Lisboa que será a sua morada até à mudança para o Hub Criativo do Beato.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Sempre a deitar abaixo!!! O botabaixismo do pertinaz, tal Joanes no Auto da Barca do Inferno, é um clássico... Deus queira que as boas notícias de investimentos na cidade e no País continuem para os frustrados poderem continuar a fazer o que melhor sabem...

pertinaz Há 4 semanas

SÓ PROMESSAS... ESQUEMA DE ANGARIAÇÃO DE CLIENTES...!!!

pub