Start-ups Uniplaces expande para Itália e Alemanha

Uniplaces expande para Itália e Alemanha

A plataforma de alojamento online para universitários abriu dois novos escritórios: um em Milão e outro em Berlim. Em Setembro, a plataforma anunciou que gerou mais de um milhão de euros por semana em arrendamentos.
Uniplaces expande para Itália e Alemanha
Miguel Baltazar/Negócios
Ana Laranjeiro 12 de Outubro de 2016 às 16:14

A Uniplaces inaugurou escritórios em Itália, mais concretamente em Milão, e na Alemanha, em Berlim. "Com 11 profissionais alocados a estes dois novos espaços, a Uniplaces pretende assim reforçar a importância crescente dos dois países para o negócio da plataforma de arrendamento para estudantes universitários, com o estabelecimento de uma equipa local que possa facultar o apoio necessário tanto a senhorios como aos estudantes desses países", revela a empresa em comunicado enviado às redacções.

No caso da estrutura em Milão, o objectivo é que sejam desenvolvidas parcerias com universidades e criar, por conseguinte, uma maior notoriedade para a marca entre a comunidade universitária. A equipa em italiana conta com seis pessoas e, de acordo com a mesma fonte, a start-up liderada por Miguel Santo Amaro espera que "sejam estabelecidas mais equipas locais em outras cidades italianas" a médio prazo.


Com uma equipa de cinco pessoas, a missão da equipa na capital alemã é estar focada "nas ofertas e taxas de reservas por parte dos estudantes". "O objectivo a curto prazo é expandir a actual equipa de cinco elementos aumentar o reconhecimento da marca nas mais relevantes cidades universitárias do país", pode ler-se ainda no comunicado.


No último verão, a Uniplaces registou um aumento de 400% face ao mesmo período do ano anterior. A start-up disponibiliza 40 mil quartos em 36 cidades.

No início de Setembro foi anunciado que a start-up portuguesa gerou um milhão de euros em arrendamento, por semana.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


PS ROUBA OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


O CÚMULO DA ASNEIRA.

O SOCAS GATUNO conseguiu endividar o país até à bancarrota (e o COSTA LADRÃO está a continuar o serviço).

Para onde foi o todo esse dinheiro, se nem sequer pagou as obras que mandou fazer (PPP) ?

Adivinhou: Salários e pensões da FP.

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas



Comemorações Oficiais

FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


AS PENSÕES DOURADAS DA CGA

As reformas mais antigas são as mais elevadas porque tiveram fórmulas mais favoráveis.
São também aquelas em que as pessoas se reformaram/aposentaram com menos idade.
Por isso devem ter os maiores cortes.

Ex: Muitas pessoas reformaram-se/aposentaram-se com 36 anos de descontos e 54 de idade.
Ou seja, muitas dessas pessoas vão estar mais anos a receber a pensão, do que os anos que trabalharam e descontaram.
Basta que vivam até depois dos 90 anos, o que se verifica com cada vez mais pessoas.

Pergunta: Estas pessoas fizeram descontos suficientes para terem a pensão que recebem?

Resposta: Não, nem para metade.


Anónimo Há 2 semanas


PS ROUBA OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


O CÚMULO DA ASNEIRA.

O SOCAS GATUNO conseguiu endividar o país até à bancarrota (e o COSTA LADRÃO está a continuar o serviço).

Para onde foi o todo esse dinheiro, se nem sequer pagou as obras que mandou fazer (PPP) ?

Adivinhou: Salários e pensões da FP.

pub
pub
pub
pub