Start-ups Vale de Incubação: Resultados conhecidos até ao final de Março

Vale de Incubação: Resultados conhecidos até ao final de Março

As candidaturas para o Vale de Incubação, uma das medidas que integra a estratégia nacional para o empreendedorismo, terminaram em Janeiro. Os projectos estão a ser avaliados e os resultados devem ser conhecidos até ao final do primeiro trimestre.
Vale de Incubação: Resultados conhecidos até ao final de Março
Bloomberg
Ana Laranjeiro 15 de fevereiro de 2017 às 09:00

O Vale de Incubação é uma das medidas que integra o Startup Portugal, a estratégia nacional para o empreendedorismo. As candidaturas a este incentivo de cinco mil euros terminaram a 20 de Janeiro. Os processos estão em fase de avaliação até 10 de Março e a "comunicação dos resultados está prevista até ao final desse mês, altura em que será também anunciado o prazo de abertura da próxima fase de candidaturas ao Vale de Incubação em 2017", refere um comunicado a que o Negócios teve acesso.

 

O IAPMEI, organismo responsável por esta medida, recebeu 120 candidaturas de start-ups ao Vale de Incubação: 39 da região centro, 32 do Alentejo, 27 do Norte, 18 da região de Lisboa e duas do Algarve. "A grande maioria são projectos de empreendedorismo qualificado e criativo e vocacionados para o sector dos serviços", de acordo com a mesma fonte.

 

O objectivo do Vale de Incubação é ajudar a promover e a apoiar a integração de empreendedores no ecossistema. Algo que será feito através da contratação de serviços que são dados por incubadoras de start-ups.

Cada candidatura que seja aprovada recebe cinco mil euros e as empresas que tenham acesso a este vale podem usá-lo nas incubadoras que forem acreditadas pelo IAPMEI e que integrem a Rede Nacional de Incubadoras. Cada incubadora pode receber até 20 Vales.

Na semana passada, o IAPMEI anunciou que prevê a "comunicação dos resultados no início de Março de 2017" do Startup Voucher, uma medida que consta também do Startup Portugal.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub