Vasco de Mello: "Objectivos estratégicos foram plenamente alcançados"
09 Agosto 2012, 19:22 por Rita Faria | afaria@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
Presidente do Grupo José de Mello mostrou-se satisfeito com o resultado da OPA sobre a Brisa, uma vez que irá "assegurar a estabilidade accionista" e permitir a sua "revalorização a longo prazo". A Tagus conseguiu mais de 90% dos direitos de voto.
Vasco de Mello mostrou satisfação com os resultados da oferta pública sobre a Brisa, que permite que os oferentes tenham mais de 90% dos direitos de voto.

“Face aos resultados, os objectivos estratégicos foram plenamente alcançados”, disse o presidente do Grupo José de Mello durante a sessão de apuramento dos resultados da oferta pública de aquisição de acções.

Segundo o responsável, os objectivos foram alcançados de “forma clara e transparente”, permitindo “assegurar a estabilidade accionista” e criar as condições para o “desenvolvimento de uma política sustentada de criação de valor para a empresa com impacto positivo para a economia nacional”.

“Decidimos lançar esta OPA porque acreditamos no potencial da Brisa e na sua revalorização a longo prazo, e temos convicção que a nossa liderança vai conduzir a Brisa a um caminho de sucesso, mas longo”, concluiu.
A Tagus, empresa detida em 55% pelo Grupo José de Mello e em 45% pelo fundo Arcus, passou a controlar 508.899.116 acções da Brisa, que correspondem a 84,82% do capital, na sequência da oferta pública de aquisição (OPA) que lançou sobre a concessionária de auto-estradas portuguesa.




Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: