Telecomunicações Vasconcellos e Mora sem residência fiscal em Portugal
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Vasconcellos e Mora sem residência fiscal em Portugal

A última declaração de rendimentos dos fundadores da Ongoing como residentes fiscais em Portugal é de 2011, três anos antes da queda do BES. Os salários que receberam na Pharol até 2015 foram comunicados como residentes no exterior.
Vasconcellos e Mora sem residência fiscal em Portugal

Nuno Vasconcellos e Rafael Mora, fundadores da Ongoing, deixaram de ter residência fiscal em Portugal em 2012, dois anos antes de a sua empresa, que funcionava na órbita do Banco Espírito Santo, ser arrastada pelo colapso do grupo )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 16.07.2017

SEMPRE PENSEI QUE ESTES SENHORES ESTIVESSEM NA CADEIA.... AFINAL O QUE SE PASSA ??????????????

Anónimo 13.07.2017

Ladrões!

Camponio da beira 13.07.2017

Contratam-se empresas, tecnicos para as mais diversa situações em Portugal, quando por vezes temos pessoas à altura para o fazer, no casos da justiça era premente mesmo importar mão de obra qualificada.

Camponio da beira 13.07.2017

SE estivessem na cadeia isso não acontecia, residiam cá a bem ou a mal!

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub