Desporto Venda de Nélson Semedo entre as transferências mais caras do futebol português

Venda de Nélson Semedo entre as transferências mais caras do futebol português

Entre as 20 maiores vendas para o estrangeiro, dez foram protagonizadas por jogadores do Futebol Clube do Porto, numa tabela ainda liderada pelo negócio de Hulk.
Bruno Teixeira Pires Hélder Santos Simão Filho Bruno Colaço Manuel Araújo Pedro Simões Paulo Calado/Cofina REUTERS Rafael Marchante Miguel Barreira Miguel Barreira REUTERS NFactos-Fernando Veludo Manuel Araújo Cofina Media Luis Vieira Manuel Araújo Paulo Calado Miguel Barreira Bruno Colaço
Tiago Freire 14 de julho de 2017 às 19:45
O negócio da venda de Nélson Semedo, do Benfica para o Barcelona, por 30,5 milhões de euros, entra para a 14ª posição nas transferências mais caras de sempre envolvendo clubes portugueses.

As vendas mais elevadas continuam a ser as de Hulk e de James Rodriguez, que saíram do Porto para o Zenit e para o Mónaco, respectivamente. O jogador brasileiro lidera com uma venda por 60 milhões de euros.

Seguem-se vários jogadores que foram vendidos por um valor inicial de 40 milhões de euros: Ederson, do Benfica para o Manchester City; Witsel, do Benfica para o Zenit; Falcão, do Porto para o Mónaco; Mangala, do Porto para o Manchester City; e João Mário, do Sporting para o Inter de Milão.

Nesta tabela das 20 maiores transferências, 10 posições são asseguradas por vendas do Futebol Clube do Porto. O Benfica tem oito e o Sporting as restantes duas: João Mário e Slimani.

Os dados desta lista têm apenas em conta o pagamento inicial, não dependente de objectivos futuros.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub