Automóvel Venda de carros volta a abrandar em Setembro

Venda de carros volta a abrandar em Setembro

As vendas de veículos automóveis continuam a crescer a dois dígitos, mas a um ritmo inferior ao que se verificou nos meses anteriores. Entre os principais grupos, o da Volkswagen é o único que regista uma quebra de vendas desde o início do ano.
Venda de carros volta a abrandar em Setembro
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 03 de Outubro de 2016 às 18:10

Em Setembro, foram vendidos em Portugal 17.445 veículos, o que corresponde a um crescimento de 11,9% face ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira, 3 de Outubro, pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

 

Este crescimento representa um novo abrandamento face aos últimos meses, depois de Agosto ter registado um aumento de 12%.

 

No acumulado dos primeiros nove meses ano, foram vendidas 187.084 viaturas, mais 15,1% do que há um ano.

 

No que respeita às marcas, a Renault continua a liderar, com 1.555 viaturas vendidas em Setembro, mais 26,8% do que no ano passado. A quota de mercado desta marca passou de 9,71% em 2015 para 11,13% este ano.

 

A segunda marca que mais vendeu carros, no segmento de veículos ligeiros de passageiros, foi a Peugeot, com 1.326 unidades, mais 33,1% do que em 2015. Em terceiro lugar surge a Mercedes-Benz, tendo vendido 1.283 veículos, o que corresponde a um aumento de 4,1% face há um ano.

 

No acumulado do ano, a Renault também lidera o ranking, com 19.311 veículos vendidos, mais 24,5% do que em 2015. A Peugeot é a segunda marca que mais vendeu (15.033) e a Volkswagen a terceira (13.196), apesar desta última ter registado uma quebra face ao ano passado.

 

A Volkswagen é, aliás, a única gigante que regista uma descida de vendas face a 2015. Recorde-se que no ano passado a Volkswagen foi alvo de muita polémica depois de ter estalado o escândalo sobre a manipulação das emissões de gases poluentes, o que afectou a sua reputação, assim como as vendas da fabricante.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado martinsvitor87a Há 4 semanas

Agora,desde que baixou o IVA,gastam tudo nos restaurantes

comentários mais recentes
martinsvitor87a Há 4 semanas

Agora,desde que baixou o IVA,gastam tudo nos restaurantes

Anónimo Há 4 semanas

Quem compra um carro arrisca-se a ser surpriendido pela giringonça com um novo imposto de carro novo.

Anónimo Há 4 semanas

"Venda de carros volta a abrandar em Setembro". É normal que se vendam mais carros em Agosto do que em Setembro. De qualquer das formas subida homóloga em Setembro 11,9%, contra subida homóloga em Agosto 12,0%, justificará um título destes. A resposta é simples: depende de que lado se está.

Fascistas de esquerda andam nos Mercedes Há 4 semanas

O mercado de automóveis se no tempo de Durão, Sócrates e Passos já estava com um pé para a cova, com a geringonça morreu de vez. Quem é que investe num país de mentecaptos acéfalos de esquerda? Só um louco! Ou quem não conhece o país e as suas regras burocráticas desta oligarquia

pub