Transportes Viagem entre Lisboa e Porto vai custar mais 35 cêntimos de portagens

Viagem entre Lisboa e Porto vai custar mais 35 cêntimos de portagens

A maioria dos percursos urbanos não terá alteração do preço das portagens para os veículos da classe 1. Na longa distância, a viagem de Lisboa para o Porto passa a custar 21,6 euros e a da capital para o Algarve 20,45 euros.
Viagem entre Lisboa e Porto vai custar mais 35 cêntimos de portagens
Bruno simão
Maria João Babo 29 de dezembro de 2016 às 18:00

A partir deste domingo, 1 de Janeiro, percorrer a A1 entre Lisboa e Porto vai passar a custar 21,6 euros em portagens, mais 35 cêntimos do que actualmente.

Um aumento que decorre da actualização dos preços em 2017 nas auto-estradas da Brisa Concessão Rodoviária (BCR), que terão um aumento médio de 0,86%, revelou a empresa em comunicado.

A concessionária sublinha que cerca de 80% das taxas de portagem da classe 1 vão manter-se inalteradas, ou seja, apenas 18 das 93 taxas de portagem para esta classe serão actualizadas.

"Para a maioria dos principais percursos o impacto das actualizações é mínimo" e "nas entradas dos grandes centros urbanos (Lisboa e Porto) não há aumentos", afirma a Brisa.

O valor das portagens na A5, entre Lisboa e Cascais, vai manter-se inalterado, o mesmo acontecendo com a CREL e no sublanço da A1 entre Alverca e Vila Franca de Xira. Na região Norte as taxas vão manter-se nos sublanços da A1 Espinho-Carvalhos, da A3 Maia-Santo Tirso e na A4 Ermesinde-Valongo. Na A2 as portagens do sublanço Fogueteiro-Coina também não sofrem alterações.

No caso dos percursos urbanos, haverá lugar a uma subida de cinco cêntimos na A3 Porto-Valença e na A4 Porto Amarante.


Já na longa distância, a viagem entre Lisboa e Porto na A1 passa a custar mais 35 cêntimos, depois de ter sido actualizada em cinco cêntimos em 2016.

No caso da A2 Lisboa- Algarve, a viagem passará a custar mais 25 cêntimos em portagens para um total de 20,45 euros.

Já circular na A6 entre Marateca e Caia terá um aumento do preço de 10 cêntimos.


A actualização das taxas de portagem tem como referencial a taxa de inflação homóloga do Continente sem habitação do mês de Outubro, que foi de 0,84%. Como os valores têm de ser arredondados ao múltiplo de cinco cêntimos mais próximo, as actualizações não afectam todos os troços.

"Existem, por isso, casos de taxas de portagem que apresentam uma variação inferior à média ou mesmo nula, sendo que, noutros casos, as taxas de portagem apresentam uma variação superior à média, por não terem sido objecto de actualização em anos anteriores", explica a Brisa no mesmo comunicado, acrescentando que "o aumento médio para todas as classes de veículos e todos os trajectos é estimada em 0,86%".

No comunicado, a BCR refere ainda que em 2017 prevê investir na sua rede cerca de 57 milhões de euros, o que representa um crescimento superior a 10% face a 2016, sendo esse valor destinado à realização de obras para melhoria dos níveis de serviço prestado, ao nível da segurança e conforto de quem viaja nas auto-estradas.

Dos investimentos previstos para 2017, destacam-se várias intervenções na substituição dos pavimentos, nomeadamente, nos sublanços Coimbra Norte/ Mealhada (A1), Grândola Sul/Aljustrel (A2), Pinhal Novo/ Poceirão (A12) e Montemor-o-Novo /EN335 (A14).

"A obra mais significativa é, contudo, o alargamento da A4 –Porto/ Amarante, que inclui a construção de um novo túnel complementar em Águas Santas, que irá aumentar a capacidade de serviço deste importante acesso à cidade do Porto", destaca a empresa.


O programa de investimento para 2017 inclui ainda cerca de cinco milhões de euros, aplicados em equipamentos de telemática rodoviária e de segurança.


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Vivera 29.12.2016

Só com uma revolução é que os comunistas da capital deixam de sugar as gentes do Norte.
Na grande Lisboa além de terem melhores transportes publicos, têm várias autoestradas grátis. No grande Porto as autoestradas são todas a pagar, estamos rodeados de estradas pagas A3, A4, A28, A41...

Anónimo 29.12.2016

Ahahaahhaaahhhaahhh!!! Os Burros dos Tugas julgavam que o Socialismo era de Borla!!! Querem Socialismo? Então paguem-no Seus URSOS!!! Com o Dinheiro dos Outros também eu governo um País!!!

Anónimo 29.12.2016

Com o aumento das portagens + alguns impostos, que serão anunciados, podem crer que pró ano por esta ocasião; a divida de portugal estará em metade.Nem que chovam chouriças.Palavra da salvação (enganei-me). Palavra de A: COSTA. OU TALVEZ NO DOBRO. CAMBADA, dão com uma mão, tiram com duas

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub