Banca & Finanças Vieira Monteiro: " Somos contra a nacionalização do Novo Banco"

Vieira Monteiro: " Somos contra a nacionalização do Novo Banco"

Os custos elevados e o receio de distorção da concorrência são os principais motivos para o Santander Totta ser contra a nacionalização do Novo Banco.
Vieira Monteiro: " Somos contra a nacionalização do Novo Banco"
Bruno Simão
Negócios 25 de janeiro de 2017 às 12:58

"Somos contra a nacionalização do Novo Banco", afirmou António Vieira Monteiro, quando questionado sobre este cenário. Os custos deste tipo de solução e o receio da distorção de concorrência são os principais motivos para a posição do Santander Totta.

 

"Os custos [da nacionalização] não estão determinados, mas as experiências anteriores mostram que são sempre grandes", justificou o banqueiro.

 

Por outro lado, Vieira Monteiro tem dúvidas de nacionalizar um banco quando já há um outro banco público, a Caixa Geral de Depósitos. "O que fazem dois bancos públicos? Pode haver alguma distorção da concorrência", alertou.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Jl 25.01.2017

Totalmente de acordo veja-se BPN, BPP, os contribuintes devem ser respeitados, brincar com os seus impostos é criminoso...

Anónimo 25.01.2017

Medo?
Não podemos esquecer que o Novo Banco é o maior concorrente do Santander.

pub
pub
pub
pub