Turismo & Lazer Vila Galé quer investir 5 milhões de euros em antigo convento de Elvas

Vila Galé quer investir 5 milhões de euros em antigo convento de Elvas

O jornal ECO noticia esta segunda-feira que o grupo hoteleiro pretende tornar o antigo Convento de São Paulo num hotel, num investimento de 5 milhões de euros.
Vila Galé quer investir 5 milhões de euros em antigo convento de Elvas
Pedro Elias
Negócios 10 de Outubro de 2016 às 18:49

De acordo com uma notícia avançada pelo jornal online Eco, o grupo hoteleiro Vila Galé fez uma proposta para garantir a concessão do Convento de São Paulo, em Elvas, tendo a intenção de investir cerca de 5 milhões de euros no âmbito de um projecto que passa pela transformação do edifício num hotel com 64 quartos.

 

Citado pelo Eco, Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo hoteleiro, este projecto insere-se também num objectivo que passa por dar um "contributo para revitalizar" a cidade alentejana de Elvas.

 

"Se a proposta avançar, vamos fazer um investimento na ordem dos cinco milhões de euros. O hotel terá 64 quartos e dois restaurantes", explica Rebelo de Almeida.

 

Este é o segundo investimento em vias de ser concretizado pelo grupo Vila Galé no interior do país, isto depois de recentemente ter anunciado a intenção de avançar com um investimento de 6 milhões de euros no antigo hospital de São Marcos, em Braga.

"Pode parecer demagógico, mas alguém tem de fazer alguma coisa pelo interior do país, e as empresas, quando estão bem, têm algumas obrigações sociais, têm de fazer algumas coisas que sejam de rentabilidade duvidosa, mas que fazem falta ao país", disse o presidente do grupo em declarações àquele meio.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub