Energia Visita do Papa acciona plano de contingência da EDP Distribuição

Visita do Papa acciona plano de contingência da EDP Distribuição

A EDP Distribuição vai accionar o plano de contingência para a peregrinação ao Santuário de Fátima, presidida pelo papa Francisco, às 10:00 de sexta-feira, e garante a ligação com protecção civil, GNR e bombeiros, informou hoje a empresa.
Visita do Papa acciona plano de contingência da EDP Distribuição
Bruno Simão/Negócios
Lusa 11 de maio de 2017 às 18:48
"Embora a rede eléctrica esteja perfeitamente operacional para o evento de 12 e 13 de maio, em Fátima, será accionado o plano de contingência do POAC - Plano Operacional de Actuação em Crise, desde as 10:00 do dia 12 [sexta-feira] até às 18:00 do dia 13 [sábado], na zona geográfica da Área Operacional de Leiria", refere a EDP Distribuição numa nota enviada à agência Lusa.

Segundo a mesma nota, "está garantida a ligação com todas as entidades, autoridades locais, nomeadamente Protecção Civil, GNR e bombeiros".

"Estão identificados todos os equipamentos e meios humanos para eventuais necessidades de assistência à rede, bem como assegurada a disponibilidade das vias de comunicação para trânsito de equipas e equipamentos", acrescenta a empresa, garantindo que "estão testadas as comunicações".

Francisco estará em Fátima na sexta-feira e no sábado, tornando-se o quarto papa a visitar o maior templo mariano do país. Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000 -- neste ano para beatificar os pastorinhos Francisco e Jacinta) e Bento XVI (2010) foram os outros papas que estiveram em Fátima.

O líder da Igreja Católica preside à cerimónia de canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, no sábado.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub