Automóvel Volkswagen prepara resposta ao Model X da Tesla

Volkswagen prepara resposta ao Model X da Tesla

A marca alemã vai apresentar no salão automóvel de Xangai um protótipo de um crossover 100% eléctrico.
Volkswagen prepara resposta ao Model X da Tesla
André Cabrita-Mendes 13 de abril de 2017 às 10:32
É a resposta alemã ao Model X da Tesla. A Volkswagen prepara-se para anunciar um protótipo de um crossover 100% eléctrico. A apresentação vai ter lugar no salão automóvel de Xangai na próxima semana. 

Este é o terceiro membro da família I.D. - depois do I.D. e do I.D. Buzz - a nova geração de veículos da narca com emissões zero com longa autonomia e desenhados de raíz. O modelo, uma mistura de coupé de quatro portas com um SUV, tem tracção às quatro rodas, adaptando-se rapidamente tanto à cidade como às estradas mais acidentadas, diz a marca. 

Tal como os seus irmãos, este protótipo também se pode transformar num carro autónomo, bastando empurrar o logo da marca no volante. Quando accionado, o volante retrai-se automaticamente para dentro do cockpit. Ao circular, este protótipo reconhece a estrada e outros automóveis através de uma série de sensores, lasers, radares e câmaras.

O protótipo, cujo nome não foi revelado, surge como um concorrente natural do Tesla Model X, cujo modelo mais barato custa 107 mil euros. Já este protótipo deverá ser mais barato pois a Volkswagen já indicou que a gama I.D. terá preços semelhantes aos seus modelos a gasóleo, avança a Bloomberg.

A marca alemã espera estar a vender um milhão de carros eléctricos até 2025. A aposta nos veículos a electricidade ganhou mais força depois da revelação do dieselgate, em que um software fraudulento dava uma leitura mais baixa das emissões poluentes reais.

No âmbito do escândalo das emissões, a marca vai ter de desembolsar um total de 22,26 mil milhões de euros, com 11 milhões de carros em todo o mundo a serem afectados por este software.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Mattoso Há 1 semana

Claro que este caminho do eléctrico será uma decisão mais que óbvia, por parte da Volkswagen. Reparem que só o prejuízo do dieselgate (o visivel!) daria para construir 4 gigafactorys-1 da Tesla.
Ontem 12/4 esteve a passar um programa em directo nos Estados Unidos, em que falaram ex-Ceos da Ford e outras marcas instalados nos EUA e em que teceram comentários extremamente negativos sobre a Tesla e nomeadamente o facto de estar encostada ao poder americano na actualidade. Falaram também na estranheza da actual cotação das acções, invocando de que não há base técnica sustentável para tal e que a Tesla estará condenada a termo, dado este cerco das outras corporações.Falaram também do facto de alguns analistas financeiros de renome estarem comprometidos com a Tesla, e induzindo o mercado, no sentido de compra. levando com isso à criação da actual bolha especulativa.

comentários mais recentes
Mattoso Há 1 semana

Claro que este caminho do eléctrico será uma decisão mais que óbvia, por parte da Volkswagen. Reparem que só o prejuízo do dieselgate (o visivel!) daria para construir 4 gigafactorys-1 da Tesla.
Ontem 12/4 esteve a passar um programa em directo nos Estados Unidos, em que falaram ex-Ceos da Ford e outras marcas instalados nos EUA e em que teceram comentários extremamente negativos sobre a Tesla e nomeadamente o facto de estar encostada ao poder americano na actualidade. Falaram também na estranheza da actual cotação das acções, invocando de que não há base técnica sustentável para tal e que a Tesla estará condenada a termo, dado este cerco das outras corporações.Falaram também do facto de alguns analistas financeiros de renome estarem comprometidos com a Tesla, e induzindo o mercado, no sentido de compra. levando com isso à criação da actual bolha especulativa.

Anónimo Há 1 semana

pequena diferença...Tesla já vende os carros à anos!!!
Os construtores só agora é que estão a apresentar protótipos e lá para 2025 é que vão sair...
Nessa altura se a Tesla continuar no seu caminho e inovação, já vão entrar muiiiito tarde no jogo.

Anónimo Há 1 semana

Portugal deve dar total apoio á Volkswagem. Vivem muitos milhares de portugueses, com aquela empresa.

Anónimo Há 1 semana

Cá se fazem cá se pagam, mas a Tesla e os Americas estavam à espera de quê ? que os gajos da VW ficassem `a espera sentados

pub