Automóvel Volkswagen teve um resultado operacional “significativamente acima da expectativa do mercado”

Volkswagen teve um resultado operacional “significativamente acima da expectativa do mercado”

A construtora automóvel alemã emitiu um comunicado em que refere que o resultado operacional preliminar do grupo Volkswagen é de 4,4 mil milhões de euros, um valor “significativamente acima da expectativa do mercado”.
Volkswagen teve um resultado operacional “significativamente acima da expectativa do mercado”
Ana Laranjeiro 18 de abril de 2017 às 16:00

Os três primeiros meses de 2017 correram bem ao grupo Volkswagen e a construtora automóvel decidiu comunicar isso ao mercado. Para isso emitiu um comunicado, que está presente na sua página na internet, onde avança que o resultado operacional preliminar do grupo Volkswagen é de 4,4 mil milhões de euros. Um resultado que "fica significativamente acima das expectativas do mercado".

As acções da Volkswagen estão a reagir em forte alta, subindo 3,7% para 136 euros. 

A construtora assinala ainda "a diferença principal no resultado operacional do grupo face às expectativas de mercado está relacionado com as melhorias, entre outras, no resultado da marca Volkswagen (que foi de cerca de 0,9 mil milhões de euros) no primeiro trimestre". 

O desempenho da marca Volkswagen "inclui a introdução bem-sucedida de novos modelos, em particular o Tiguan, e um forte desempenho financeiro no mercado da Europa Ocidental". "A optimização dos custos financeiros também afectou positivamente o resultado".

As outras marcas pertencentes ao grupo alemão "contribuíram também para o bom desempenho" trimestral.

Esta terça-feira, 18 de Abril, a fabricante automóvel publicou apenas os dados preliminares. Os resultados finais serão divulgados no dia 3 de Maio. 

Já no ano de 2016, os resultados da construtora germânica foram positivos. No ano passado, o grupo automóvel teve lucros atribuídos aos accionistas em torno de 5,14 mil milhões de euros. Um valor que contrasta fortemente com o prejuízo de quase 1,6 mil milhões registado em 2015.

As receitas cresceram 1,9% em 2016 para quase 217,3 mil milhões de euros. Nos 12 meses de 2016, o grupo que detém marcas como a Audi, Volkswagen, Porsche e Skoda, vende perto de 10,4 milhões de carros, um valor também acima do registado em 2015 - altura em que foram vendidas 10.009,605 unidades. Apesar das vendas terem ficado abaixo dos 10,4 milhões, o grupo produziu 10.405,092 de viaturas no ano passado.

O resultado operacional do grupo fixou-se nos 7,1 mil milhões de euros. O EBITDA (resultado operacional, antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) foi de 18,9 milhões de euros.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 18.04.2017

Os portugueses também ajudaram a Volkswagem a continuar a ser número um, nos construtores de automoveis do Mundo.

BELA 18.04.2017

SAG

pub