Turismo & Lazer Voo Lisboa-Pequim vai durar 13 horas. Preços começam nos 240 euros

Voo Lisboa-Pequim vai durar 13 horas. Preços começam nos 240 euros

Os preços dos bilhetes para o voo Lisboa-Pequim, que vai arrancar a 26 de Julho, vão começar nos 240 euros para a classe económica. A ligação directa vai ter a duração de 13 horas.
Voo Lisboa-Pequim vai durar 13 horas. Preços começam nos 240 euros
Negócios 19 de abril de 2017 às 13:07

A companhia aérea Beijing Capital Airlines vai arrancar com os voos directos entre Lisboa e Pequim a partir de 26 de Julho. E até 31 de Dezembro vai disponibilizar tarifas promocionais para os passageiros que viagem a partir da capital portuguesa.

Os preços dos bilhetes vão começar nos 240 euros (excluindo taxas) para classe económica e nos 1.100 euros (igualmente excluindo as taxas) na classe executiva.

Já as tarifas para ida e volta vão arrancar nos 300 euros para a classe económica e nos 1.580 euros para a executiva, detalhou a Capital Airlines em comunicado, depois da Lusa ter noticiado o arranque da primeira ligação aérea directa de Portugal para a China.

A companhia aérea vai disponibilizar três voos por semana - quarta-feira, sexta-feira e domingo-, com a duração de 13 horas. Mas a companhia chinesa tem planos para iniciar uma quarta frequência, estando só a aguardar a aprovação pelo ministério da Aviação chinês, revelou o departamento de marketing da empresa à Lusa.

Os voos da Beijing Capital Airlines, subsidiária do grupo HNA, accionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway e da Azul, serão realizados com o modelo 330-200 da Airbus, com capacidade para 475 passageiros.

Como a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, explicou à Lusa o arranque de uma ligação directa entre Lisboa e Pequim acontece no seguimento do aumento do número de turistas chineses em Portugal.

Nos últimos três anos, o número de turistas chineses que visitaram Portugal triplicou, para 183.000, e deverá aumentar "exponencialmente" com a abertura da ligação directa, sustentou.


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 20.04.2017

oh Anónimo... isto é para chineses com poder de compra, não é para macaenses de pé descalso. esses que vao apanhar o aviao a pequim, ora!

Anónimo 19.04.2017

Espero que o governo negoceie escala em Macau dada a comunidade portuguesa aí residente.

zed 19.04.2017

De acordo com a Airbus, o modelo A330-200 tem uma capacidade máxima para 406 passageiros (típica 247).
Se formos ver no site da Capital Airlines, a configuração é de 36 em executiva e 186 em económica (=222 passageiros).
Ora, 475 passageiros só se for na Lata de Sardinha Airlines!

pub
pub
pub
pub