Automóvel VW alcança acordo para recomprar ou reparar automóveis nos EUA

VW alcança acordo para recomprar ou reparar automóveis nos EUA

Acordo abrange os proprietários de cerca de 80 mil automóveis, que vão receber uma "compensação substancial".
VW alcança acordo para recomprar ou reparar automóveis nos EUA
Reuters
Negócios 20 de dezembro de 2016 às 20:17

A Volkswagen anunciou esta terça-feira que foi alcançado em tribunal um acordo para recomprar ou reparar 80 mil automóveis a diesel nos Estados Unidos, no âmbito do escândalo da manipulação de emissões, que estourou em Setembro do ano passado. 

 

Este acordo abrange automóveis com motores de 3 litros -  VW Toureg fabricados em 2014 e alguns modelos da Audi e da Porsche - sendo que a empresa alemã compromete-se a recomprar os veículos ou a repará-los.

 

O valor do acordo não foi revelado durante a audição realizada esta terça-feira num tribunal de São Francisco, mas de acordo com a Reuters deverá totalizar 300 milhões de dólares. Segundo o juiz Charles Breyer, os proprietários dos veículos abrangidos por este acordo vão receber uma "compensação substancial".

 

A Volkswagen classificou este acordo como "mais um importante passo em frente nos nossos esforços para fazer as coisas de forma correcta para os nossos clientes".

 

"Estamos empenhados em reconquistar a confiança dos nossos ‘stakeholders’ e agradecemos aos nossos clientes e concessionários pela paciência demonstrada à medida que o processo avança", refere um comunicado da VW, citado pela Bloomberg.  

 

Em Outubro já tinha sido alcançado um acordo para cerca de 480 mil automóveis com motores de 3 litros. A VW admitiu no ano passado que manipulou as emissões em cerca de 11 milhões de automóveis.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 20.12.2016

O dinheiro nao devia ser destribuido por quem comprou os carros,mas sim por quem sofre do pessimo meio ambiente provocado por esses gasoleos.