Media Wall Street Journal em papel vai deixar de ser vendido na Europa

Wall Street Journal em papel vai deixar de ser vendido na Europa

A edição impressa na Europa vai deixar de estar disponível e debate-se a viabilidade de continuar a enviar edições em papel aos assinantes. O foco está no digital, rumo ao aumento de subscritores.
Wall Street Journal em papel vai deixar de ser vendido na Europa
Bloomberg
Wilson Ledo 30 de junho de 2017 às 13:20

O The Wall Street Journal vai reduzir a produção das suas edições impressas fora dos Estados Unidos da América, numa tentativa de aumentar as assinaturas internacionais no mercado digital.

A edição impressa do jornal de economia e finanças, detido pela News Corp de Rupert Murdoch, vai deixar de estar disponível na Europa, segundo duas fontes ligadas ao processo citadas pelo Financial Times.


As cópias gratuitas e os acordos com hotéis para a distribuição do jornal, através da compra em massa com desconto, também serão eliminados.


Contudo, a Dow Jones, a divisão da News Corp que integra o The Wall Street Journal, está a avaliar se continuará a enviar cópias em papel para os assinantes que assim o desejem.


Na Ásia a abordagem será semelhante, com os responsáveis da publicação a procurarem um parceiro para impressão que continuaria a distribuição num grande mercado daquele continente, explicaram as mesmas fontes ao Financial Times.


A Dow Jones recusou comentar estes planos. "Estamos constantemente a avaliar o balanço entre o papel e o digital, numa altura em que assistimos a um forte crescimento na procura pelo digital", reagiu fonte oficial.


No ano de 2016, as fontes da publicidade no papel caíram mais de 20% nos principais grupos que editam jornais e revistas. Contudo, as assinaturas digitais seguem em sentido contrário: o The Wall Street Journal, por exemplo, conseguiu mais 118 mil assinaturas digitais no primeiro trimestre deste ano.


Já o The New York Times conseguiu 308 mil novos subscritores online no mesmo período. Todavia, continua o debate sobre como dar a volta à quebra das receitas no papel. A administração do jornal chegou mesmo a propor uma redução para metade do número de editores. A medida está a ser contestada pelos lesados bem como pela equipa editorial.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 31.07.2017

Find out what you need to improve in yourself to become more EFFECTIVE!

Anónimo 28.07.2017

Find out what you need to improve in yourself to become more EFFECTIVE!

pub