Web Summit Web Summit: O que pode ver esta quarta-feira

Web Summit: O que pode ver esta quarta-feira

Esta quarta-feira é o terceiro dia do Web Summit em Lisboa. Eleições americanas, segurança nas redes sociais e “amor” vão ser os temas quentes do dia.
Web Summit: O que pode ver esta quarta-feira
Miguel Baltazar
Ana Laranjeiro 08 de Novembro de 2016 às 20:30

A noite será de eleições nos Estados Unidos. À hora que o primeiro painel arranca no palco principal, às 10:15, o mundo já sabe quem é o novo presidente norte-americano. Ainda assim, não vai ser o primeiro tema do dia.

Alex Stamos, CSO (administrador com o pelouro da segurança) do Facebook, vai inaugurar o palco principal para falar sobre segurança e protecção de biliões.

Depois sim, o tema que vai marcar o dia vai estar no palco principal. Às 10:45, Bradley Tusk, fundador e CEO da Tusk Holdings, Owen Jones, do The Guardian, Shailene Woodley, actriz e co-fundadora do Up to Us, David Patrikarakos do Daily Beast vão estar a debater o desfecho eleitoral nos Estados Unidos.

Às 13:45, o que vai ser do capital de risco nos próximos dois anos vai estar em cima da mesa. Bob Greifeld, CEO do Nasdaq, Tony Conrad, fundador e CEO da about.me e True Ventures, Mood Rowghani, general partner da Kleiner Perkins, Arjun Kharpal da CNBC serão os que vão debater este tópico.

Logo de seguida, às 14:20 a cerimónia de abertura do Nasdaq Bell.

O dia no palco principal termina com amor. O tema do painel é "love & tech in the time of Tinder". O co-fundador e CEO do Tinder, Sean Rad, vai ser entrevistado por Farrah Storr, da  Cosmopolitan UK.

Nas conferências laterais, haverá desporto, investimento e também "amor" para ir seguindo.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
José Ribeiro Há 1 hora

Mais um resultado positivo do trabalho competente da coligação do governo anterior, trabalho serio em prol do interesse do País e de todos os cidadãos, trabalho que tem como alvo atrair aqueles que realmente podem ser importantes para o crescimento económico, para que seja possível produzir mais riqueza para contribuir com mais receita sem aumentar o esforço fiscal, para suportar o custo um maior e melhor estado social, para uma mais justa distribuição da riqueza que reconhece quem o mérito de quem mais produz e de quem mais contribui para o bem comum. E não aquilo que o actual governo esta a fazer, investir no poder de compra dos corrompidos de quem é favorecido com 70% despesa do orçamento do estado, como os salários dos funcionários públicos e pensionistas, para tingir objectivos eleitorais para que os interesses partidários sejam servidos e por isso favorecem a clientela eleitoral.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub