Web Summit Web Summit: Reino Unido lidera 'top' de nacionalidades de participantes

Web Summit: Reino Unido lidera 'top' de nacionalidades de participantes

O Reino Unido lidera o 'top' de nacionalidades de participantes no Web Summit, estando o número de portugueses a "crescer rapidamente", segundo o 'patrão' deste evento, considerado um dos mais importantes do sector da tecnologia.
Web Summit: Reino Unido lidera 'top' de nacionalidades de participantes
Bruno Simão
Lusa 17 de Outubro de 2016 às 18:52
Até ao momento, segundo a organização, inscreveram-se para o evento a decorrer em Novembro, em Lisboa, 7.244 britânicos, seguindo-se na lista 4.040 alemães e 3.927 irlandeses.

Entre os países com um representante estão nomeadamente a Antárctica, Haiti, Seychelles, Senegal e Porto Rico, enquanto com dois participantes inscritos estão, por exemplo, Cambodja, Gabão, Coreia do Norte, Mongólia ou Suriname.

Sem números ainda sobre participantes do país anfitrião, o fundador e CEO da Web Summit, Paddy Cosgrave (na foto), afirmou à agência Lusa que "o número de portugueses está a aumentar rapidamente e, em breve, vão ser divulgados pormenores".

Perante a lista de participantes que literalmente provém de todos os cantos do mundo, o irlandês admitiu a "completa surpresa" pelo número de países representados.

"Tem aumentado de ano para ano e estamos a cobrir quase inteiramente o globo", notou à Lusa.

Sobre os seus compatriotas habituados até ao ano passado a terem a Web Summit em 'casa', ou seja em Dublin, Paddy Cosgrave já comentou "ser óptimo que mais de três mil participantes irlandeses façam a sua viagem até Lisboa".

"Até agora os participantes irlandeses experienciaram sobretudo a Web Summit como um evento, no qual à noite iam para casa. A Web Summit em Lisboa, longe de casa, vai ser muito diferente para eles", acrescentou.

De fora do continente europeu, os Estados Unidos são os primeiros a surgir no 'top' das nacionalidades, ao ocuparem o 4.º lugar com 3.643, seguindo-se Canadá (14º, com 883 participantes) e a Índia (15.º, com 686).

Na lista surge ainda o Brasil na 16.ª posição (606 inscritos), enquanto Moçambique tem actualmente 25 participantes, Angola tem 23, Cabo Verde conta com quatro e São Tomé e Príncipe registou um participante.

A Web Summit é uma conferência global de tecnologia, inovação e empreendedorismo que decorrerá este ano em Lisboa (e nos dois anos seguintes, com possibilidade de mais dois anos), onde são aguardados mais de 50.000 participantes, de mais de 150 países, incluindo mais de 20.000 empresas, 7.000 presidentes executivos, 700 investidores e 2.000 jornalistas internacionais.

Entre os oradores, estarão os fundadores e presidentes executivos das maiores empresas de tecnologia, bem como importantes personalidades das áreas de desporto, moda e música.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Que parolo Há 3 semanas

E que tal penteares-te, fazer a barba e vestir roupa decente. Toma banhinho seu javardola. Ontem este coiso sentado de t-shirt ao lado dos nossos governanntes. Tristeza, deviam-lhe ter emprestado um fato.

pub
pub
pub
pub