Energia Electricidade e gás em Portugal são os mais caros da Zona Euro

Electricidade e gás em Portugal são os mais caros da Zona Euro

Os dados do Eurostat mostram que as famílias portuguesas são as que suportam a maior factura com a electricidade e o gás. Na electricidade metade dos custos são impostos ou taxas.
Electricidade e gás em Portugal são os mais caros da Zona Euro

As famílias portuguesas pagaram em média 22,9 euros por cada 100 kWh de electricidade consumida no segundo semestre do ano passado. Trata-se do sexto valor mais elevado entre todos os países da Zona Euro, só atrás da Alemanha, Irlanda, Itália, Espanha e Bélgica.

 

Contudo, quando alterado o "ranking" para ter em conta a paridade de poder de compra padrão (PPS, na sigla inglesa), constata-se que os portugueses suportam a factura mais elevada com a electricidade que consomem.

 

Segundo o Eurostat, em Portugal, a electricidade custava 29,3 PPS (unidade monetária artificial que elimina as diferenças de níveis de preços entre os países) na segunda metade do ano passado. Em segundo lugar surge a Alemanha (28,3) e em terceiro a Espanha (26,5).

 

Portugal lidera o "ranking" depois de os preços terem aumentado 2,4% no segundo semestre, um agravamento em linha com a média dos países da Zona Euro.

 

O elevado custo da electricidade em Portugal é também justificado pela carga fiscal e taxas que incidem sobre a electricidade no país. Os dados do Eurostat mostram que metade do que os portugueses pagam na factura da luz vai para impostos e taxas (como a taxa audiovisual). Trata-se do segundo valor mais elevado entre todos os países da Zona Euro, só superado pela Alemanha (52%).

 

Gás em Portugal custa mais 20% do que em Espanha

 

Se no caso da electricidade é preciso os PPS para concluir que os portugueses pagam mais pela electricidade, no gás nem é necessário.

 

No segundo semestre do ano passado uma família portuguesa pagou em média 9,8 euros por 100 kWh de gás natural, o valor mais elevado entre todos os países da Zona Euro. Mesmo contemplando todos os países da Europa, só na Suécia o preço é superior (12).

 

Utilizando os PPS, a discrepância no custo do gás para os portugueses é ainda maior. O preço em Portugal é de 12,6 PPS, 21% acima do valor registado no segundo país onde o gás natural é mais caro (Espanha, com 10,4).

 

Isto apesar de os preços do gás natural em Portugal até terem recuado 5,5% no segundo semestre, de acordo com o Eurostat. Em Portugal os impostos representam 23% da factura com gás natural, o que se situa em linha com a média dos países da Zona Euro e União Europeia.    

O preço do gás natural em Portugal vai registar a maior descida de sempre este ano. A tarifa de 400 mil clientes domésticos vai recuar 18,5% este ano. A primeira descida teve lugar em Maio (6,1%) e a segunda vai ter lugar em Julho (13,3%). Esta é a segunda descida anual consecutiva do gás e, além dos domésticos, também vai beneficiar as pequenas, médias e grandes empresas. Os preços do gás natural vão sofrer uma redução devido ao facto da cotação do gás natural estar indexada ao preço do petróleo.




Saber mais e Alertas
pub