Energia Famílias pagam 103 euros a mais por ano no gás natural

Famílias pagam 103 euros a mais por ano no gás natural

São cerca de 103 euros que as famílias pagam a mais por ano na conta do gás natural, noticia esta sexta-feira o Jornal de Notícias. Em causa a taxa de ocupação do subsolo, que desde 2017 devia ter passado a ser responsabilidade das empresas operadoras de infraestruturas.
Famílias pagam 103 euros a mais por ano no gás natural
Negócios 20 de julho de 2018 às 09:54

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos fez as contas e concluiu que as famílias estão a pagar em média 8,6 euros por mês pela taxa de ocupação do subsolo, que desde 2017 deveria ter passado a ser suportada pelas empresas operadoras de infraestruturas, mas que estas continuam a repercutir nas facturas mensais, adianta esta sexta-feira o Jornal de Notícias.

A Deco estima que desde Janeiro de 2017 até agora terão já sido cobrados abusivamente 2,35 milhões de euros por mês aos consumidores de gás natural. E exige que estes valores sejam devolvidos.

 

Em causa estão empresas como a Lisboagás ou a Portgás que, escreve o Jornal de Notícias, já avisaram que não poderão encaixar o custo da medida.

 

A taxa cobrada varia de concelho para concelho. Beja, Covilhã e Castelo Branco são os municípios onde é mais pesada. Figueira da Foz, Peso da Régua e Gondomar é onde se cobra menos.

 




pub