Energia O maior consórcio eólico nacional acabou. E agora?
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

O maior consórcio eólico nacional acabou. E agora?

A Eneop foi criada para construir dezenas de parques eólicos em Portugal. Concluído o seu trabalho, os parques vão agora ser divididos. Este modelo pode vir a ser replicado no futuro para a energia solar?
O maior consórcio eólico nacional acabou. E agora?
André Cabrita-Mendes 31 de agosto de 2015 às 00:01

As portas da Eneop - Eólicas de Portugal vão fechar  com a missão cumprida. O maior consórcio eólico nacional foi lançado em 2006 com o objectivo de construir 48 parques eólicos com uma potência )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado surpreso1 Há 2 semanas

Mais uma herança "socrática" claro...

comentários mais recentes
Luso Há 2 semanas

E agora? Agora é simples. Votem no Costinha que ele inventa já mais impostos sobre a energia para dar em subsidios às renováveis, e distribuir as concessões pelos amigos que paguem uma boa comissão.

Camponio da beira Há 2 semanas

Há una anos,pretendi instalar num terreno um parque solar, que poderia ser de muitas pessoas.Modelo que conheci em Espanha. Havia subsidios para criar as infraestruturas, mas deppois a lei não permitia que concretizasse o projecto!País de crianças!

Ricky Há 2 semanas

Não, porque esse modelo em nada beneficiou o consumidor, bem pelo contrário. Tal como está a acontecer actualmente aos transportes públicos, que vai ser outra desgraca ainda maior.

Joao do Norte Há 2 semanas

Nota; Na palavra "assefalo" no comentario anterior deve obviamente ler-se como "acefalo".No entanto como e dirigida a um "robot" o uso do "ss" ate e' razoavel e justificado.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub