Energia Seixas da Costa vai ser administrador da EDP Renováveis

Seixas da Costa vai ser administrador da EDP Renováveis

A nomeação do antigo embaixador vai ser proposta à assembleia geral da empresa, que reúne a 14 de Abril e onde se vai validar também o nome de Miguel Dias Amaro como administrador.
Seixas da Costa vai ser administrador da EDP Renováveis
Miguel Baltazar/Negócios
Paulo Zacarias Gomes 11 de março de 2016 às 17:57
O antigo embaixador Francisco Seixas da Costa vai integrar a administração da EDP Renováveis (EDPR) num mandato de três anos. A proposta de nomeação consta da ordem de trabalhos da assembleia-geral da empresa, marcada para 14 de Abril e entregue esta sexta-feira, 11 de Março, na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Além do nome de Seixas da Costa, a reunião magna da empresa vai validar também o de Miguel Dias Amaro, que tinha sido cooptado em Maio de 2015, como administrador da companhia.

O antigo embaixador de Portugal em Brasília e Paris é já administrador não-executivo de outra cotada, a Jerónimo Martins, além de administrador independente não-executivo da Mota-Engil África.

Entre os nove pontos que vão a votos na assembleia-geral da EDPR estão a distribuição de um dividendo de cinco cêntimos por acção "efectivo desde a data de 17 de Maio de 2016", a aprovação das contas de 2015 (que culminaram num disparo de 32% nos lucros) e a reeleição da KPMG como auditora da empresa.

A EDP Renováveis encerrou a sessão desta sexta-feira a valorizar 0,56% para 6,49 euros.

(Notícia corrigida às 21:00 para retirar que Seixas da Costa tinha assinado o Manifesto dos 74 para reestruturação da dívida. O sex-secretário de estado não foi signatário. Aos leitores e aos visados as nossas desculpas)

A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 13.03.2016

mais um para servir de lastro.

Anónimo 12.03.2016

Ahahah outro comentador que quando vinha para a televisão , se via claramente que ia ter um tacho no PS. Em 100 dias 1.300 boys , é obra.

Anónimo 11.03.2016

administrador para fazer o quê?


com que competencias e que funções?


nada de nada. só politica.

pub
pub
pub
pub