Imobiliário Lisboa vai ter mais 40 hotéis em dois anos

Lisboa vai ter mais 40 hotéis em dois anos

Em 2015, abriram 21 estabelecimentos na capital portuguesa e o ritmo de inaugurações deverá manter-se em 2016 e 2017. Em três anos, a capital deverá receber 60 novos hotéis.
Lisboa vai ter mais 40 hotéis em dois anos
Bruno Simão
André Cabrita-Mendes 07 de março de 2016 às 13:58

O ano de 2015 foi o melhor de sempre para o turismo português, com o número de dormidas a atingir um novo recorde: 49 milhões, com as receitas a subir para os 1.780 milhões de euros. Com a chegada de mais turistas a Portugal, abrem cada vez mais hotéis, particularmente em Lisboa. 

O aumento da procura levou à abertura de 21 hotéis na capital no ano passado, três vezes mais face ao ano anterior. Mas a inauguração de novas unidades hoteleiras não pára por aqui e este ano e em 2017 deverão abrir um total de 40 novos hotéis em Lisboa. Segundo as contas da consultora imobiliária CBRE, estas unidades estão actualmente em construção ou em fase de projecto.

Mas o crescimento também se vive a Norte, com o Porto a manter um "ritmo de crescimento da oferta e procura significativo, com a inauguração de algumas unidades de referência nos próximos dois anos".

O Algarve é a região mais procurada pelos turistas (35% das dormidas), seguindo-se a região de Lisboa, que pesa um quarto no total das dormidas em Portugal (12,25 milhões). Segue-se a Madeira (14%), Norte (13%), Centro (9%), Alentejo (3%) e Açores (3%).

Os mercados que trouxeram mais turistas a Portugal em 2015 foram o britânico (17%), seguido do alemão (10%) e do espanhol e francês (ambos com 7%).

"O contínuo dinamismo do sector do turismo potencializa a atractividade de Lisboa, atraindo novos operadores e incentivando outros à expansão", diz em comunicado a directora da CBRE, Cristina Arouca.

"É, por isso, esperado um aumento do investimento no setor hoteleiro, quer pelo desenvolvimento de novas unidades, quer pela aquisição de outras já existentes", sublinha.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Andre a 19.03.2017

Tenho experiência de vários anos em hotelaria no estrangeiro: andares, bar, pequenos-almoços-buffet e recepção.
Onde é que posso encontrar em Portugal um hotel que pague igual ou acima de 800 euros líquidos pelas funções acima descritas?

adolfodido 07.03.2016

Mas para quê? - Cruzeiros em Lisboa caem a pique em 2016-

Anónimo 07.03.2016

GOSTAVA DE SABER QUEM CONTROLA A FUGA AO FISCO DO SECTOR HOTELEIRO. É QUE MUITOS ESTRANGEIROS NÃO RECEBEM FACTURA MAS SIM O PAPEL QUALQUER SEM VALOR.

Francisco António 07.03.2016

Ou estou enganado ou há aqui uma bebedeira com o turismo ! Aquando do Euro2004 algumas "celebridades disto & daquilo" defendiam a abertura de hotéis para um evento de 2-3 semanas ! E Lisboa aguenta ? Ou inclina-se ara uma Disneylândia à portuguesa ?

pub