Indústria Exportações de calçado aumentaram mais de 600 milhões em seis anos

Exportações de calçado aumentaram mais de 600 milhões em seis anos

As exportações portuguesas de calçado aumentaram mais de 50% nos últimos seis anos, tendo atingido em 2015 um novo máximo histórico - 1,865 mil milhões de euros, mais 1% do que no ano anterior.
Exportações de calçado aumentaram mais de 600 milhões em seis anos
Rui Neves 11 de Fevereiro de 2016 às 10:38

O calçado português terminou mais um ano em alta. Há seis anos que "a indústria mais sexy da Europa" bate o tacão nas exportações, que aumentaram mais de 50% desde 2009. No ano passado, Portugal exportou 79 milhões de pares de calçado no valor de 1,865 milhões de euros, mais 1% relativamente ao ano anterior.

 

"Fruto de uma aposta sem precedentes nos mercados internacionais, Portugal passou a exportar anualmente mais 600 milhões de euros do que há seis anos, alargando ainda a geografia das exportações a mais de 20 novos destinos", enfatiza a associação dos industriais do sector (APICCAPS), em comunicado.

 

O calçado português é actualmente comercializado em 152 países, nos cinco continentes. "O ano que terminou foi particularmente exigente para as empresas de calçado, com o registo de perdas importantes, mas esperadas face à conjuntura actual", em países como Angola (queda de 15% para 24 milhões de euros) e Rússia (menos 52% para 21 milhões de euros).

 

Acresce que o mercado francês, o mais importante para as empresas portuguesas, "viveu uma situação conjuntural profundamente adversa, com as importações de calçado em geral a recuarem 2,7% (nos primeiros dez meses de 2015, França comprou ao exterior menos 11 milhões de pares de calçado face ao ano anterior para um total de 433 milhões de pares).

 

Nesse cenário, as vendas de calçado português para o mercado francês também recuaram para um total de 16 milhões de pares, no valor de 411 milhões de euros (menos 3,6%).

 

Destaques positivos em 2015 foram os crescimentos relevantes registados em vários mercados europeus, como na Alemanha, Dinamarca, Espanha e Holanda, assim como recordes das vendas na Austrália, Canadá, China e Emirados Árabes Unidos.

 

De realçar o desempenho do calçado português nos Estados Unidos, onde as vendas aumentaram 48% para 67 milhões de euros.

 

As vendas de calçado para fora da União Europeia representam 14% do total exportado. A APICCAPS quer que este valor chegue aos 20% nos próximos cinco anos.

 

As exportações da fileira do calçado como um todo (artigos de pele, componentes e calçado) ultrapassaram os dois mil milhões de euros (2,057 mil milhões) em 2015, mais 1,2% do que no ano anterior.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Florberta 11.02.2016

Não compro calçado português, para mim está sobrevalorizado. Não vale o preço. Pelo mesmo dinheiro há muito melhor. Quantos milhões se conseguem enganar. É incrível.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub