Indústria Jorge Bleck sobre PQP: "Só uma coisa o entusiasmava profissionalmente: desenvolver o país que amava"

Jorge Bleck sobre PQP: "Só uma coisa o entusiasmava profissionalmente: desenvolver o país que amava"

Jorge Bleck, advogado e amigo de Pedro Queiroz Pereira, recorda ao Expresso o amigo.
Jorge Bleck sobre PQP: "Só uma coisa o entusiasmava profissionalmente: desenvolver o país que amava"
Negócios 19 de agosto de 2018 às 11:31

"Era um lutador nato e um homem de coragem e arrojo invulgares. Perspicaz como poucos e com um especial faro para o bom investimento, não hesitava em avançar, acutilante, quando outros, mais temerários, ainda se prendiam em mil elucubrações e teorizações. Íntegro, até por herança e feitio, respirava seriedade e paixão por fazer as coisas bem e 'by the book'. Coragem a rodos e determinação imparável, abominava os salões da política, as intrigas de palácio e a subjugação ao poder. Era, também por isso, um adversário de respeito".

Jorge Bleck, advogado e amigo de Pedro Queiroz Pereira, recorda, num texto enviado ao Expresso, o industrial, ao lado do qual travou longas batalhas jurídicas. 

O advogado diz do industrial "temperamental", movido pela paixão de investir e criar riqueza e emprego, que "só uma coisa o entusiasmava profissionalmente: desenvolver o país que amava". E, por isso, até algum sentimento de que o país não acolhia, como ele queria, a iniciativa privada. Jorge Bleck escreve: "Tivesse ele nascido num país mais acolhedor à iniciativa privada e teria ido ainda mais longe do que aqui foi. Por isso o trucidava ver o caminho que o país leva no que ao ataque à iniciativa privada respeita. Mas ainda assim amava o seu país e dele só pedia que o deixassem criar emprego e desenvolver indústria. Investiu e reinvestiu como poucos e multiplicou por muito o que herdou de outro grande industrial português que fora seu pai e, antes deste, seu avô".

"O país e eu estamos mais pobres. So long, Pedro. Vou ter saudades", escreve o advogado que ainda deixa um desejo: "Por certo os teus irão seguir o teu exemplo, até porque essa seria a maior homenagem que te poderiam fazer."






pub