Indústria Lactogal e Mercadona terminam relação comercial de 20 anos

Lactogal e Mercadona terminam relação comercial de 20 anos

A Lactogal vendeu a fábrica que produzia leite para a Mercadona, por um valor não revelado.
Lactogal e Mercadona terminam relação comercial de 20 anos
Negócios 25 de maio de 2018 às 18:26
A Lactogal vendeu uma fábrica "de menor dimensão" na Galiza que fornecia leite à cadeia espanhola Mercadona. A venda da fábrica põe fim a uma relação de 20 anos com a Mercadona, realça a Lactogal em comunicado.

A fábrica foi vendida à Covap que era a fornecedora da Mercadona, mas que comprava o leite a esta unidade da Lactogal.

"A Lactogal, através da sua filial em Espanha Leche Celta, chegou a um acordo de venda da sua fábrica de menor dimensão na Galiza, situada em Meira (Lugo) com a empresa Covap, empresa fornecedora exclusiva de lácteos da cadeia de distribuição espanhola Mercadona". A fábrica, diz o comunicado, produziu durante os últimos cinco anos "em regime de exclusividade" a marca própria da Mercadona.

O valor do negócio não foi revelado.

Mas a Lactogal concretiza que a "venda põe fim, em Espanha, a 20 anos de relação comercial entre a Lactogal e a Mercadona, que começou em Maio de 1998, com o fabrico da marca própria numa fábrica em Portugal". Em Outubro de 2012 o fabrico da marca própria passou para Espanha, "face a uma mudança de estratégia daquela cadeia de distribuição, que passou a exigir ao seu fornecedor matéria-prima e produto final com origem 100% espanhola".

A Leche Celte era a dona dessa fábrica e desde 2006 pertence ao grupo português Lactogal. A Leche Celte teve, em 2017, um volume de negócios de 319 milhões de euros, tendo recolhido 400 milhões de litros de leite. A empresa espanhola da Lactogal tem fábricas na Galiza, Santander e Ávila, tendo sido realizados nessa unidade investimentos de 10 milhões de euros em 2017, estimando-se um gasto de capital este ano de 8 milhões.

Espanha e Portugal é onde a Lactogal tem a maioria do seu volume de negócios. Pesam 88,6% no volume de negócios que totalizou, no ano passado, 944,2 milhões de euros. O grupo empregava, no final de 2017, mais de 2.100 pessoas.



Saber mais e Alertas
pub