Indústria Pedro Duarte, novo CEO da Martifer: “’Nasci’ cá dentro"

Pedro Duarte, novo CEO da Martifer: “’Nasci’ cá dentro"

Tem 40 anos e 14 de Martifer. “É uma honra e um desafio enorme chegar à liderança de um grupo industrial com esta dimensão”, afirmou ao Negócios o novo CEO da empresa, eleito esta tarde pelos accionistas e que substitui no cargo o agora “chairman” Carlos Martins.
Pedro Duarte, novo CEO da Martifer: “’Nasci’ cá dentro"
Pedro Duarte, 40 anos, foi eleito esta sexta-feira, 18 de Maio, CEO da Martifer, substituindo no cargo Carlos Martins, que passa a "chairman" do grupo.
Rui Neves 18 de maio de 2018 às 16:44

Pedro Miguel Rodrigues Duarte, licenciado em Engenharia Mecânica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, entrou no mercado de trabalho no ano 2000.

 

Esteve dois anos na Visabeira e os dois seguintes no grupo PSA, até que, em 2004, quando contava 26 anos, ingressou na Martifer. Começou na direcção de fabrico das estruturas metálicas do império metalomecânico fundado pelos irmãos Carlos e Jorge Martins.

 

Desempenhou várias funções em geografias da Europa de Leste e África e, em 2011, passou a exercer o cargo de administrador em diversas participadas do grupo, presidindo à Martifer Construções Metalomecânicas, a principal actividade do grupo, e ao negócio da construção naval (a West Sea, em Viana do Castelo, e a Navalria, em Aveiro).

 

Nesta tarde de sexta-feira, 18 de Maio, em assembleia-geral de accionistas do grupo, Pedro Duarte foi eleito CEO da Martifer, substituindo no cargo o fundador da companhia, Carlos Martins, que passa a exercer as funções de "chairman".

 

Pedro Duarte chega assim à presidência executiva do grupo aos 40 anos, contando 14 de Martifer. "Praticamente ‘nasci’ aqui", enfatizou o jovem gestor ao Negócios, naquelas que são as primeiras declarações do novo CEO da Martifer à comunicação social.

 

"É uma honra e um desafio enorme chegar à liderança de um grupo industrial com a dimensão da Martifer. É um prazer ter sido convidado pelos accionistas, que reconheceram em mim e deram-me esta confiança para liderar o grupo nos próximos três anos", afirmou ainda Pedro Duarte, que não quis, para já, responder a questões sobre a actividade e a estratégia do grupo sob a sua nova liderança executiva.

 

A 27 de Abril passado, em entrevista ao Negócios, o agora "chairman" Carlos Martins apresentou Pedro Duarte como o homem certo para o suceder na liderança executiva do grupo.

 

"É um homem da casa e que trabalha directamente comigo desde 2011, tendo sido preparado ao longo destes sete anos para ocupar o lugar onde [vai] estar. É uma pessoa de extremo bom-senso e muito competente. Tenho a certeza de que vai fazer um extraordinário trabalho", afiançou Carlos Martins.

 

"Passou cá dentro todos os momentos difíceis e por isso deverá capitalizar em proveito próprio para não os voltar a repetir", rematou Carlos, que, com o seu irmão Jorge Martins (que também deixa de ter funções executivas, passando a vice-presidente não executivo do grupo), detém 42,5% do capital da Martifer através da sociedade I’M, enquanto a Mota-Engil tem 37,5%.

 

Esta sexta-feira, na hora da saída de CEO da Martifer, Carlos Martins declarou ao Negócios: "Quero que o Pedro Duarte tenha muito sucesso. Sou e quero continuar a ser o maior accionista da Martifer, portanto, o sucesso dele trará dividendos para o maior accionista", rematou.




pub