Indústria Investimento da Portucel deverá criar cerca de 300 postos de trabalho

Investimento da Portucel deverá criar cerca de 300 postos de trabalho

A Portucel vai assinar, a 18 de Junho, um contrato de investimento no valor de 56,3 milhões de euros a realizar no Complexo Industrial de Cacia. Este projecto permitirá aumentar em 30 milhões as exportações anuais.
Investimento da Portucel deverá criar cerca de 300 postos de trabalho
Ana Torres Pereira 17 de junho de 2014 às 11:06

A Portucel vai assinar um contrato de investimento no valor de 56,3 milhões de euros. Este investimento, além de aumentar em 30 milhões as exportações anuais, também se irá traduzir na contratação de mais trabalhadores. Este projecto de investimento tinha sido já apresentado por Paulo Portas a 12 de Maio.

 

A empresa detalha, em comunicado, que o "volume de madeira necessário para o abastecimento da fábrica terá efeito no aumento das compras de bens e serviços, induzindo desta forma a criação de cerca de 290 novos postos de trabalho indirectos no sector florestal, bem como nas áreas da logística portuária e rodoviária, isto para além dos 10 novos postos de trabalho especializados que se juntarão aos actuais 181 colaboradores da empresa". Em Maio, a Portucel estimava que este projecto permitisse criar cerca de 100 postos de trabalho, dos quais 10 directos.

 

O Grupo Portucel Soporcel já exporta para 118 países dos cinco continentes, que atingiram em 2013 o valor de 1.215 milhões de euros (cerca de 3% das exportações nacionais), divulgou a empresa em comunicado.

 

A empresa refere que "o investimento a realizar potenciará um aumento de cerca de 20% da capacidade produtiva" da unidade de Cacia, "fazendo crescer a capacidade de produção de pasta de eucalipto desta unidade fabril de 294 para 353 mil toneladas/ano".

 

Este aumento de produção destinar-se-á, exclusivamente, ao mercado de exportação, com especial enfoque nos países da Europa Ocidental.

  

Com o projecto de expansão da unidade industrial de Cacia, a capacidade instalada de produção de energia renovável vai aumentar cerca de 9% para 336,7 MW.

 

A assinatura do contrato de investimento na Fábrica de Cacia entre a Administração do grupo Portucel Soporcel e o Governo de Portugal, contará com a presença do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub