Media Chineses querem passar DN a semanário e criar uma web TV no grupo

Chineses querem passar DN a semanário e criar uma web TV no grupo

A alteração da periodicidade do Diário de Notícias vai implicar também uma reestruturação da redacção.
Chineses querem passar DN a semanário e criar uma web TV no grupo
Vítor Mota/Correio da Manhã
Negócios 12 de janeiro de 2018 às 19:08

A administração da Global Media está a avaliar a hipótese de transformar o Diário de Notícias num semanário, avança o Expresso esta sexta-feira, 12 de Janeiro.

A decisão ainda não está fechada, e fontes próximas da administração dizem haver resistências internas a esta alteração.

O Negócios sabe que este processo de passagem do DN a semanário, que vai implicar uma reestruturação da redacção, foi acelerado com a entrada dos chineses da KNJ Investment na Global Media e também com a contínua quebra das vendas da edição impressa.

Outra das apostas dos chineses é a criação de uma web TV. Este projecto já está em curso e a ser liderado por David Pontes, sub-director do Jornal de Notícias. 

De acordo com o Expresso, o tema da alteração da periodicidade - que prevê que o DN passe a ir para as bancas aos domingos - vai ser analisado na reunião da comissão executiva da Global Media nas próximas semanas, tendo já sido feitas auscultações informais a fontes do mercado publicitário.

A empresa, que também detém o Jornal de Notícias, a TSF e O Jogo, viu as vendas do DN descerem, no ano passado, para uma média de 7.500 exemplares e as receitas publicitárias afundarem a um ritmo de dois dígitos.

Em Novembro do ano passado, os accionistas da Global Media chegaram a acordo para a entrada de Kevin Ho, através da KNJ, no capital da empresa. O empresário macaense injectou 15 milhões de euros no grupo e ficou com 30% do capital. 


(notícia actualizada às 19:21)




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 13.01.2018

Aquilo foi invadido pela jorda que veio do correio, mais os boys que infestaram o grupo, responsaveis de direções que nao percebem nada do assunto e estao lá para resolver o assunto deles, com adminstrações desastrosas e maus conselheiros rebentaram com o maior grupo de media.

Anónimo 13.01.2018

A situação somente chegou a este ponto por culpa da administração, que sem conhecimento algum e com provas dadas em outras empresas do género e que felizmente ''corridos'' a tempo, colocaram este grande grupo de comunicação em situação muito negativa. Começou com a invasão dos boys da PT....

Amilcar Alho 13.01.2018

É pena assistir à queda de um jornal de referência, que conheço e merece a máxima consideração, à várias dezenas anos. Faz parte da vida. Hoje as notícias chegam por outras vias.

Anónimo 13.01.2018

Mas há muitos mais, o público desde que ajoelhou, até prefiro fazer compras "nas ilhas". É só vê-los na manchetes da rtp. Até metem dó, com medo de perder o emprego.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub