Media Oficial: Meo compra Media Capital por 440 milhões

Oficial: Meo compra Media Capital por 440 milhões

A Altice chegou a acordo para comprar a Media Capital por 440 milhões. E já lançou OPA sobre a empresa cotada em Lisboa.
A carregar o vídeo ...
Alexandra Machado 14 de julho de 2017 às 07:25
A Meo, detida pela Altice, chegou a acordo para comprar a Media Capital por 440 milhões de euros. 

A Prisa comunicou que aceitou a oferta vinculativa apresentada pela Altice para a totalidade da participação que detém na Media Capital, perto de 95%, por um valor da companhia de 440 milhões de euros.

A Meo foi, dado este acordo, obrigada a lançar uma OPA (oferta pública de aquisição) geral e obrigatória à Media Capital.

A compra ainda está sujeita à aprovação por parte das autoridades de concorrência, que se diz ser da competência da entidade portuguesa, e de outras aprovações regulatórias. A ERC tem também de dar o seu aval. 

Da parte da Prisa, os bancos credores também têm de autorizar a operação e os accionistas também.

O preço final da operação está sujeito aos ajustes habituais, diz ainda a Prisa, que estima poder receber 321 milhões de euros pela sua posição. Além disso, a Media Capital tem quase 100 milhões de euros em dívida. A Prisa diz que vai registar uma menos-valia de 69 milhões de euros nas contas consolidadas e de 81 milhões nas individuais.

Como pelo acordo a Meo ficou com quase 95% da Media Capital viu-se obrigada a lançar OPA sobre a Media Capital, oferecendo 2,5546 euros por acção, o que colocará a oferta nos 11,5 milhões de euros. O preço da OPA situa-se 18% abaixo da cotação da empresa, que fechou quinta-feira nos 3,11 euros.

"A contrapartida será revista em alta para um montante correspondente à diferença positiva, se aplicável, entre o preço final ajustado por acção de acordo com o contrato de compra e venda, calculado por referência à data da transmissão das ações da Sociedade Visada objecto do Contrato de Compra e Venda, e a contrapartida estabelecida neste Anúncio Preliminar", diz ainda o anúncio preliminar.

(Notícia actualizada com mais informação)



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.07.2017

Só tenho pena dos trabalhadores das empresas da Media Capital. Preparem-se porque o que está a ser feito na PT e em tantas outras empresas por este grupo Altice vai ser aplicado a voces também.

Anónimo 14.07.2017

Para entender a crise de equidade e sustentabilidade que tem afectado as economias desenvolvidas e posto territórios como os de Portugal e Grécia nas más bocas do mundo, é fundamental perceber que para uns serem excedentários ou pagos acima do preço de mercado, outros têm que pagar mais caro quando consomem bens e serviços, pagar mais taxa de imposto quando são tributados, obter menor retorno sobre o investimento quando investem, poupar menos quando aforram, ser pior remunerados, abaixo do seu preço de mercado, quando oferecem trabalho com real procura...

Pinto 14.07.2017

Eu se fosse alguma das "vedetas" da TVI (Cristina , Goucha, Judite) ficava preocupado. Vêm aí cortes e dos grandes...

De onde vem o dinheiro ? 14.07.2017

De onde vem o dinheiro ? espero que não seja "da banca nacional" espero que tenham aprendido alguma coisa com ONGOINS e Berardos e vale de lobos etc etc etc NOTA quando falo de banca nacional quero dizer CGD e Montepio o resto é estrangeiro

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub