TDT Guarda com melhor sinal de TDT em 2016. Aveiro com pior
TDT

Guarda com melhor sinal de TDT em 2016. Aveiro com pior

Durante 2016 o sinal da TDT teve valores de disponibilidade próximos dos 100%, segundo a Anacom. Guarda, Faro e Viana do Castelo foram os distritos com níveis mais elevados. Aveiro, Leiria e Porto tiveram os piores resultados.
Guarda com melhor sinal de TDT em 2016. Aveiro com pior
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro 09 de Janeiro de 2017 às 17:18
Durante o ano de 2016 a recepção do sinal da Televisão Digital Terrestre (TDT) "ocorreu sem problemas", "de forma quase permanente e sem interrupções". Esta é a conclusão do relatório de monitorização da Anacom divulgado na segunda-feira.

De acordo com o regulador do sector de comunicações em 2016, "em termos médios, a qualidade do sinal da TDT" , que é gerida pela PT, "foi muito boa, com valores de disponibilidade de serviço próximos dos 100% e nível de estabilidade de serviço quase sempre elevada".

Guarda (99,96%), Faro (99,95%), e Viana do Castelo (99,94%), foram os distritos que maiores disponibilidades de serviço apresentaram no ano passado. Pelo contrário, Aveiro, com 97,06%, lidera no ranking dos distritos em que durante mais tempo não foi possível receber o sinal de televisão., seguindo-se Leiria (98,56% ) e Porto (99,22% ). Já Setúbal foi o distrito em que houve maior número de períodos, "apesar de pequena duração", de intermitência na recepção de televisão digital, sublinha a Anacom. Todos os outros distritos tiveram um desempenho acima da média nacional (99,37%).

Dos doze meses do ano, Janeiro foi o que apresentou o melhor desempenho com 99,77%. Já o mês de Julho foi o que apresentou uma disponibilidade do serviço mais baixa com 98,83%.

Os dias com maior e menor estabilidade de serviço foram, 3 de Dezembro e 8 de Junho de 2016, respectivamente, enquanto o horário em que os cerca de 2 milhões de utilizadores da TDT tiveram melhor disponibilidade do sinal foi entre as 12 horas e 13 horas. O período com menor estabilidade de serviço foi entre as 1 horas e as 2 horas.

As conclusões da entidade liderada por Fátima Barros baseiam-se nos registos obtidos com as 390 sondas que detém espalhadas por todo o país. As sondas têm como objectivo monitorizar em tempo real a disponibilidade e estabilidade do sinal da TDT que desde Dezembro do ano passado passou a ter sete canais. Além da RTP1, RTP2, SIC, TVI e Canal parlamento, no mês passado a rede de televisão digital passou também a contar com a RTP3 e a RTP Memória, estando ainda previsto o lançamento de um concurso para atribuir duas novas licenças a canais privados.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
AMTRS Há 1 semana

Vila de Rei, Castelo Branco e nem apanho um Canal terreste.
Como aonde e que vao buscar estas estatisticas nao sei!
A antenna e interior mas como por exemplo em Alfeizerao a mesma antena apanha os canais todos.
Simplesmente terrivel.
Parece me uma cena de um pais de terceiro mundo...

pub
pub
pub
pub