Para a alta definição é necessário descodificador adaptado?
21 Fevereiro 2012, 18:33 por Alexandra Machado | amachado@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
4
O Negócios responde às perguntas dos leitores sobre televisão digital terrestre. E também quer conhecer a sua experiência.

Numa publicação chamada "TDT Notícias", li que "deverá dar preferência aos descodificadores que sejam compatíveis com alta definição (HD), pois, no futuro, se as emissões passarem exclusivamente para alta definição, terá que substituir o descodificador se este não for HD". Parece-me absolutamente vergonhoso que esta prevenção não tenha tido maior publicidade e que andem a ser vendidos descodificadores que obrigarão à compra de mais outro...

Numa publicação chamada "TDT Notícias", li que "deverá dar preferência aos descodificadores que sejam compatíveis com alta definição (HD), pois, no futuro, se as emissões passarem exclusivamente para alta definição, terá que substituir o descodificador se este não for HD". Parece-me absolutamente vergonhoso que esta prevenção não tenha tido maior publicidade e que andem a ser vendidos descodificadores que obrigarão à compra de mais outro...

Para visualizar canais em alta definição é preciso um descodificador adaptado. As caixas descodificadoras mais baratas à venda no mercado, por norma, não estão aptas a receber as emissões em alta definição, mas conseguirá ver sempre os canais, mas com a qualidade "standard".

Esqueceram-se de informar que a TDT exige antenas adequadas, e não basta aplicar um aparelho de conversão. Depois, onde estão os outros canais grátis da RTP?

Em relação às antenas, se estiver em zona de cobertura TDT a antena terá de ser UHF adequada à recepção do canal 56, conforme o Negócios tem referido neste Fórum. Se estiver numa zona de cobertura por satélite, a recepção será feita por antena parabólica.

Em relação aos canais disponibilizados, a TDT foi lançada prevendo, apenas, a distribuição da RTP1, RTP2 e, nas ilhas, RTP Açores e RTP Madeira. Além disso, a RTP deveria produzir, juntamente com a SIC e com a TVI, um canal em alta definição. São os únicos canais da RTP que estão previstos serem distribuídos de forma gratuita. Os outros canais que a RTP dispõe (RTP Memória e RTP Informação) foram criados para as plataformas de televisão pagas, não havendo obrigação de os disponibilizar na TDT. Na plataforma gratuita, fala-se ainda na possibilidade de entrar na grelha o canal parlamento (AR TV).


Acontece hoje mais uma fase do apagão na faixa litoral do País. O emissor analógico de Reguengo do Fetal será desligado, bem como vários outros retransmissores na zona Centro, que afectarão a população nos distritos de Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Santarém e Viseu, numa área onde vivem 1,3 milhões de pessoas


Em Alcochete, o emissor TDT mais perto é o de Olivais, com distância entre 12 e 13 quilómetros. Neste caso, será possível ter TDT com antena interior?

Segundo informaram o Negócios, o sinal em Alcochete é forte, o que poderá tornar possível a recepção com antena interior. Mas até dependerá da localização da residência e sua envolvente, se está isolada ou no meio de uma urbanização, se é vivenda ou prédio, se é um prédio alto ou baixo. Há que também ter em conta a localização da antena interior dentro da residência (está próxima de uma janela virada para os Olivais?) e algo simples como fechar os estores pode ter impacto no sinal recebido.


Adquiri uma nova antena e orientei-a para o emissor da Lousã (Trevim). Contudo, ao longo do dia, sucedem-se as ocorrências de congelamento da imagem, casos em que a qualidade desce para 0% (grande parte das vezes está em 100%). Será que se trata de problemas no emissor?

Pode encontrar-se numa zona sem cobertura TDT. Alguns dos emissores analógicos não estão localizados exactamente no mesmo local dos digitais. Verifique que tipo de cobertura tem, através do 800200838, e caso tenha cobertura TDT tente direccionar a antena para o emissor certo ou para a localização certa. Se os problemas continuarem a persistir, terá de pedir uma medição do sinal - que não pode ser cobrada - à Portugal Telecom ou Anacom, pois pode estar a ter insuficiente recepção, e aí terá de instalar o sistema por satélite.


Tenho vários televisores em casa, onde o sinal de TV entra através de um repartidor. Tenho que colocar um descodificador antes do repartidor ou um em cada televisor?

Tem de colocar um descodificador em cada televisor. Se colocasse um descodificador (que teria obrigatoriamente de ter um modulador) antes do repartidor, todas as televisões veriam o mesmo canal, quando se sintonizasse o descodificador.



Numa casa onde há várias televisões em que o sinal da antena é distribuído por todas elas, como posso fazer com a TDT ?

Terá de instalar um descodificador por televisão. Verifique que tipo de cobertura tem. Se for cobertura TDT, pode comprar os descodificadores em qualquer loja; se a zona de cobertura for satélite, só pode comprar até três descodificadores à PT.



Comprei o descodificador TDT Mpeg 4 e apanha a sintonia de canais, mas não da imagem nem som. O que será?

Pode estar a acontecer uma de duas coisas: ou não está numa zona de cobertura TDT, mas sim de cobertura satélite, e aí o descodificador e a antena terão de ser diferentes; ou não comutou no comando da televisão a recepção para modo digital.



Quais os modelos de conversores à venda que disponibilizam a possibilidade de acerto/melhor alinhamento de sinal da antena exterior?

Em princípio, segundo a informação disponibilizada ao Negócios, todos os descodificadores indicam o nível de qualidade do sinal recebido.

No entanto, para o que pretende, o equipamento certo é um analisador de sinal TDT, que, além da intensidade de campo, mede também os parâmetros que aferem a qualidade do sinal, nomeadamente o MER (Modulation Error Ratio) e o BER (Bit Error Ratio).

A TDT tem um atraso de cerca de 10 segundos relativamente à actual. Por vezes tem pequenas falhas e paragens de transmissão. Porquê?

A emissão digital tem atraso em relação à TV analógica, devido ao processo envolvido na digitalização e transmissão do sinal.



Tenho uma televisão plasma Sony que dá para digital e tenho uma antena interior Phillips. Corri o programa da televisão para sintonia da televisão digital e foram encontrados os quatro canais. Mas quando, simplesmente, saio do menu de programação e pretendo ligar os canais dá-me mensagem de "programa indisponível". Não compreendo porquê.

Segundo informação recolhida pelo Negócios, é provável que a televisão não esteja adaptada ao formato de compressão de vídeo Mpeg 4, que é a norma em vigor em Portugal. Deve estar preparada apenas para Mpeg 2, o sistema de televisão digital espanhol.



No prédio em que habito, a instalação de TV foi substituída para permitir a passagem do sinal da TV Cabo. E, com a minha excepção, todos os outros inquilinos têm TV Cabo. Com a passagem para TDT deixei de receber o sinal de TV. O condomínio é obrigado a reactivar o sinal da antena do prédio?

É o condomínio que tem de garantir que as condições de recepção estão asseguradas, já que é considerado parte comum. A antena exterior, no entanto, poderá ter de ser redireccionada.

Se precisar de antena, mas a maioria dos condóminos não quiser, pode fazer uma instalação individual, mas tem que comunicar à administração do condomínio. Em princípio a administração não pode opor-se. Ou, se estiver perto do emissor, optar por antena interior, que não tem sido aconselhável no sinal digital.

Como é que eu vivo em Benfica, com o transmissor de Monsanto ao lado, e apanho a TDT com quebras de sinal (sem som, sem imagem, etc.), quer através da antena colectiva do prédio, como através de antenas interiores, uma delas que comprei especificamente para o efeito?

As antenas interiores podem ter dificuldade em captar o sinal, uma vez que as interferências, em zonas com muitos prédios, são grandes. A captação da antena interior depende da realidade circundante e da própria habitação. Já no caso da antena exterior, tem de verificar se é uma antena adequada e se não necessita de ligeiros ajustes.



Será que a TDT vai ter mais do que quatro canais no futuro? (RTP Informação, SIC Notícias, TVI24, etc.)?

Não está previsto que estes canais venham a integrar a oferta da televisão digital terrestre. Além dos quatro canais RTP1, RTP2, SIC e TVI, está prevista a existência de um quinto canal generalista, cujo concurso foi realizado mas em que as propostas foram excluídas e, consequentemente, foi parar ao tribunal, aguardando-se ainda decisão. Está também prevista a disponibilização de um canal em alta definição composto por todos os operadores, que ainda não chegaram a acordo sobre o modelo. De qualquer forma, a TDT tem espaço para mais canais e tem havido pressões para que se disponibilizem mais canais. Um dos mais falados é o canal do Parlamento (ARTV).



Quando é desligado o sinal analógico em Abrantes?

Parte do concelho de Abrantes vai ter o sinal analógico desligado hoje. Uma outra parte só fica desligada na última fase, que acontecerá a 26 de Abril.

Continuamos sem televisão apesar de ter um aparelho com TDT integrado. Que maneiras são estas de privar o cidadão da televisão, mesmo com tudo preparado?

Tem de perceber se está mesmo preparado para a TDT. Primeiro, verifique em 800200838 se está numa zona de cobertura TDT ou por satélite. Se estiver em cobertura por satélite, tem de comprar um descodificador específico, apesar de ter televisão com a norma Mpeg4/H264. Se estiver numa zona de cobertura TDT, verifique se a televisão está mesmo preparada para a norma adoptada em Portugal (referida em cima) e se tem a antena UHF em condições e direccionada para o emissor da zona que o serve. Caso conclua que a televisão não tem a norma portuguesa, tem de comprar descodificador.



Qual a norma DVB em Portugal?

A norma adoptada em Portugal para a tecnologia DVB-T é a Mpeg4/H.264.



Na zona de Castelo de Paiva, a TDT já está disponível?

Sim. Em todo o País está disponível o sinal digital. O que está a acontecer agora é o desligar do sinal analógico, em fases.




Estou perto de um parque eólico. Há interferências?

Os parques eólicos podem constituir um obstáculo à propagação das emissões provenientes das estações de TDT, sendo contudo a sua influência muito menos prejudicial na tecnologia digital do que na analógica. Segundo a Anacom, se o parque já está instalado e só depois foi instalada a estação de radiodifusão, então será o operador de televisão que tem de resolver o problema. Caso contrário, será o promotor do parque eólico a resolvê-lo.

Qual o descodificador mais adequado para uma televisão com antena interior em Tavira, no Algarve?

Tem, primeiro, de verificar se está numa zona de cobertura TDT ou cobertura via satélite. Pode fazer essa verificação através do número 800200838. Só depois disso é que terá de escolher o descodificador, mediante o seu tipo de cobertura. As caixas descodificadoras são diferentes caso se trate de uma cobertura TDT ou cobertura satélite. Por outro lado, o descodificador mais acertado depende do que pretender. Há descodificadores sem praticamente qualquer funcionalidade adicional, que serão os mais baratos. E há outros, mais caros, com mais funcionalidades, como a possibilidade de gravação. Em relação à antena interior, se não estiver perto de um emissor poderá ter problemas de recepção.

A minha área de residência é servida pelo emissor do Montejunto.

Utilizando, hoje, o descodificador já tenho acesso à TDT?

Sim. Todo o País já tem cobertura digital, embora 6% a 7% só vá receber este sinal digital através de satélite. Os dois sinais (digital e analógico) têm estado no ar simultaneamente. É o que acontece na zona de influência do emissor de Montejunto, que só vai ser desligado a 26 de Abril.


Indo ao "site" da PT e inserindo o meu código postal, obtenho a resposta de que a cobertura de sinal é média. No entanto, ligando o descodificador diz-me "sem sinal". Devo concluir que as estatísticas de cobertura da PT referente ao sinal terrestre podem estar erradas? Neste caso tenho que optar pela cobertura via satélite?

Verifique se tem o descodificador para a norma portuguesa. A norma em vigor em Portugal é a Mpeg 4/H.264. Se continuar sem sinal, verifique se a antena está bem direccionada. E, finalmente, se continuarem os problemas, tem de ligar para o 800200838 e explicar o seu caso, porque, embora estando numa zona de cobertura TDT, pode ter problemas de recepção em sua casa. Mas só a PT, com medição do sinal, poderá chegar à conclusão se o problema é esse.

Como funciona nos prédios de vários andares?

Tem de ter, como numa casa de um andar, um descodificador ou um televisor adaptado. Se estiver numa zona de cobertura TDT, pode ter de redireccionar a antena colectiva. A antena tem de ser adequada à recepção do canal 56. Se o condomínio tiver uma central de amplificação mono-canal, é necessário acrescentar o filtro do canal 56 para receber os canais TDT.


O sinal enviado pelo satélite nos casos da Zon e Meo é sinal aberto? Pode ser recebido por qualquer receptor de satélite?
Não. Os canais transmitidos pela Zon e Meo, via satélite, são por uma oferta paga de televisão. O que significa que só receberá os canais que estes dois operadores transmitem se subscrever uma mensalidade.

Vivo numa região do interior centro designada pela Anacom como área de sombras com possibilidade de inexistência ou fraco sinal TDT. Em que casos concretos pode um técnico recorrer ao sinal por satélite? É necessária autorização da Telecom? Terão que ser os técnicos da PT a averiguar a necessidade de satélite?
Se vive numa zona por satélite, terá de ligar para o centro de atendimento 800200838 para que a PT confirma a inexistência de sinal no local. Se disserem que tem, mas continuar a apanhar sinal fraco, peça para medição no local, o que, segundo a Anacom, não implica custos. Caso tenha dificuldade com a PT, tente junto da própria Anacom.

De qualquer forma, se o diagnóstico foi logo de que está numa zona satélite, só a PT pode vender o descodificador para a televisão. Para um primeiro televisor, e só no caso de não ter qualquer serviço de televisão por subscrição, custará 40 euros, após comparticipação, ou seja, terá de pagar 77 euros inicialmente, mas a PT devolve-lhe mais tarde os 37 euros. Se o descodificador tem de ser comprado à PT, a instalação da parabólica, caso necessite, pode ser comprada a outros instaladores e entidades. No entanto, tenha em conta que se a parabólica e a sua instalação forem pela PT, o preço é 60 euros.

Como evitar a paragem, por vezes quase contínua, do som e imagem?
Se estiver a ter muitos problemas, pode ser que esteja a receber o sinal fraco. Tente ajustar a antena, redireccionando-a ao emissor da zona. Se estes problemas persistirem, verifique se a antena está em condições ou peça uma medição de sinal junto do centro de atendimento da PT - 800200838. Verifique ainda que não há problemas com os cabos que ligam o televisor ao descodificador e este à ficha da antena.

Tenho um automóvel Rover 75 com televisão. Em breve não vou conseguir apanhar o sinal sem um descodificador. A Rover já não existe. A BMW (o sistema é da BMW, antiga proprietária da Rover) não me dá resposta. Como é que eu consigo adaptar um descodificador ao meu automóvel?
Ou os fabricantes dos automóveis fazem um "upgrade" do sistema para permitir a recepção da TDT ou então terão de inserir, entre a antena e o receptor, um descodificador para automóveis. Pode também ter de mudar a antena, se não for digital.
Este problema não deve ser estranho aos fabricantes, já que a maioria dos países europeus introduziu a TDT há largos anos.
No entanto, se o automóvel estiver em movimento a imagem poderá ser recebida com problemas e nas zonas sem cobertura TDT não vê televisão.

Tenho televisão no carro, também vou deixar de ver a partir do dia 12 Janeiro? Que devo fazer para continuar a ver?
Já existe TDT para TV em viaturas?
Se tem televisão analógica, tem de ter um descodificador entre a antena (que tem de ser digital) e o receptor de tv (ver resposta anterior). Se é televisão móvel, nada muda. No entanto, a recepção nos automóveis em andamento pode ser prejudicada com maiores interferências e inexistência, em alguns locais, de sinal.

Eu resido na zona de Castanheira do Ribatejo e, pelo que sei, o sinal de TDT é quase inexistente nomeadamente na zona central, o que dá a sensação que seja uma zona "sombra" em que o sinal pode não chegar. É triste a pouca informação, bem como testes efectivos de cobertura que ao que parece não existem. A informação que existe é apenas através do sítio tdt.telecom.pt.
A PT anunciou o reforço da cobertura TDT em zonas sombra. Por isso, o melhor é verificar novamente com a PT se passou a ter cobertura. Pode fazê-lo através do "site", mas a informação mais precisa poderá conseguir via número de telefone gratuito 800200838. Pode pedir teste do sinal de cobertura, se sentir dificuldade, à PT e Anacom.

Tenho televisão na roulotte, o que acontece?
É exactamente como na televisão analógica. Quando estacionados, têm de ter um descodificador TDT e antena UHF nas zonas de cobertura TDT. Nas zonas de cobertura satélite, não conseguirá ver televisão, tal como actualmente nas zonas em que não havia sinal analógico não conseguia ver. Se estiver em andamento, só com rede móvel é que terá acesso à televisão, porque a TDT é recepção de televisão fixa.

Habito na freguesia de Mação. Segundo as informações disponibilizadas pela PT, este concelho não terá cobertura adequada, e o que me aconselham é a aquisição de um serviço via satélite. O que eu não acho justo....
A Portugal Telecom está a reforçar algumas zonas com cobertura TDT em lugares que, até agora, só tinham cobertura por satélite. Verifique, novamente, pelo número de apoio 800200838, se continua em zona de satélite. Se continuar, não tem de subscrever qualquer serviço via satélite, mas tem de comprar um descodificador satélite à PT, por 40 euros, e uma antena parabólica, caso ainda não tenha nenhuma. Esta antena, com instalação, pode custar cerca de 60 euros. Apesar de ser um valor elevado para muitos portugueses, os cerca de 100 euros que custará a migração são apenas pagos uma única vez. Ao contrário, se comprar um serviço via satélite Meo ou Zon tem de pagar todos os meses uma assinatura mensal.

Gostaria de saber qual é o valor total a pagar na comprar do Kit DTH complementar, via satélite? Segundo notícias recentes, o preço do "kit" baixou para os 45 euros. Mas o "kit" não traz antena parabólica, pois não? Tem de se comprar a antena parabólica à parte, logo o preço real para a mudança para a TDT via satélite custará 45 euros mais o preço da parabólica, não é? Qual será então o custo total (aproximadamente)?
Tem razão, embora o "kit" custe 40 euros, e não 45 euros.
O "kit" complementar DTH, ou seja, para o descodificador via satélite, que só pode ser comprado à PT, só abrange o descodificador. Este terá um custo final de 40 euros, mas terá de pagar inicialmente 77 euros, sendo-lhe posteriormente reembolsados pela PT um total de 37 euros. A devolução demora cerca de um mês e tem de ser requerida mediante envio de alguma documentação à operadora. Mas, a comparticipação de 37 euros por parte da PT só é válida para o primeiro descodificador por satélite e não pode ser recebida se o lar tiver uma oferta de televisão paga subscrita. O preço dos descodificadores adicionais é de 96 euros.
Se necessitar de antena, pode contratar agentes ou parceiros da PT, custando esse serviço um valor máximo de 61 euros (IVA incluído). A PT Comunicações disponibiliza a lista de agentes instaladores recomendados por área.
O que significa que tem razão quando diz que com parabólica a migração vai custar mais. Pode chegar ou superar os 100 euros. E isto considerando apenas um televisor.

Sou de Leiria. Já houve aqui apagão ou ainda não?
O apagão para o distrito de Leiria está previsto para o próximo dia 13 de Fevereiro, mas a Nazaré foi uma zona-piloto, havendo aí locais que já só têm sinal digital.

Por que é que na serra Algarvia (acima de Faro) não se conseguem apanhar os canais portugueses com o aparelho TDT e, no entanto, apanham-se os espanhóis e até um marroquino, independentemente da posição da antena? Será que estes emissores estrangeiros são mais potentes?
Tem de ver se o aparelho TDT está conforme a norma adoptada em Portugal, ou seja, o Mpeg 4 H--254. Espanha adoptou a norma Mpeg2, por isso, equipamentos com esta norma não captam o sinal digital em Portugal. Também poderá estar numa zona de cobertura apenas por via satélite. Confirme o tipo de cobertura no "site" tdt.telecom.pt ou pelo número grátis 800200838 e veja que tipo de adaptação tem de fazer.

Vivo em Proença-a-Nova, na Beira Baixa. Ainda vejo a analógica. Para quando o apagão? Favor informar o aparelho indicado e seu valor.
Em Proença-a-Nova, o desligamento do sinal analógico acontecerá a 26 de Abril. Quanto ao tipo de aparelho indicado e o seu valor, não podemos dizer, pois além de não sabermos a zona de cobertura em que está, também há vários aparelhos com funcionalidades distintas. Verifique, no "site" tdt.telecom.pt ou pelo telefone grátis 800200838 qual a sua cobertura: TDT ou satélite. Os descodificadores são diferentes. O descodificador por satélite, que tem de comprar à Portugal Telecom, custa 40 euros. Já o descodificador TDT difere do tipo de caixa e do local onde compre, mas há descodificadores desde 25 euros, havendo, em muitos locais, dificuldades em encontrar destes mais baratos. Por outro lado, para os clientes da Portugal Telecom, a operadora está a comercializar descodificadores TDT a partir de 10 euros, mas depende do tipo de serviços que compre à operadora e da zona onde se encontra.

No aldeia de Pederneira, na freguesia de Serra de Tomar, e em todo o vale do Zêzere até Mação não há sinal TDT. Isto não é admissível. Não pode haver portugueses de primeira e portugueses de segunda.
Pela licença, a PT só ficou obrigada a cobrir 90% da população com TDT. Os restantes 10% teriam televisão digital por via satélite. No entanto, anteontem a PT anunciou que irá reforçar a cobertura em zonas que até agora eram satélites, consoante a viabilidade técnica. Verifique novamente se não será uma zona que ficará agora com TDT. Faça-o através do telefone 800200838.

Vivo nos Açores. A minha mãe vê apenas o Canal 1 e o canal regional com uma pequena antena virada a um repetidor situado na Ilha. Terá que substituir esta antena por outra que cobrirá os quatro canais generalistas, ficando sem o canal Açores. Terá que pagar alguma taxa mensal?
Não tem de pagar taxa mensal para poder ver os cinco canais (quatro generalistas e a RTP Açores). Mas, dependendo da ilha, terá de comprar um descodificador TDT ou descodificador satélite, neste último caso deve ter de comprar ainda uma parabólica. Mas em todo o caso deve ir ao "site" tdt.telecom.pt (onde diz cobertura) ou ligar para o 800 200 838 para verificar, através da morada, que tipo de cobertura tem. O satélite requer a parabólica. A TDT pode requerer o redireccionamento da antena ou a substituição, embora a Anacom acredite que a maior parte funcione.

Na zona de Santarém, imagens "pixelizadas" em sinal digital alternam com imagem estável (normal), isto é nítida. Porquê? Alguma razão técnica, nesta fase do processo?
A PortugalTelecom não tem indicação de problemas técnicos nessa zona, pelo que poderá estar a ter problemas na captação do sinal. Verifique se a antena está direccionada para o emissor que serve a sua região. Quando se tem cobertura TDT não deve ser necessária inserir um amplificador, se a antena estiver a alimentar apenas um receptor. No entanto, em determinados casos inserir um amplificador de sinal pode ser a melhor solução.

TV Samsung "TDT Ready" e Caixa TDT comprada na Worten a funcionar sem problemas. Quatro canais portugueses (só??) e uma pipa de Espanhóis (Chaves, Trás-os-Montes). Um senão: o menino da Worten insistia que precisava de cabo RF para ligar a caixa TDT à TV, além do Scart... e vendeu dezenas deles...
Quando tem um cabo Scart, e se o televisor tiver entrada para este tipo de ligação, não precisa do cabo RF.

Moro em Lisboa. Já tenho as duas televisões com TDT, uma com antena interna de 42db, em que nem sempre consigo apanhar a TDT, e outra com TDT ligada externamente, em que por vezes há interferências. Conclusão: penso que o sinal é fraco, por vezes não se vê nada, noutras ocasiões há interferências e noutras vê-se bem.
Com a antena interior, a captação, se não estiver perto do emissor, pode ser difícil, com interferências. Na exterior, a antena pode ter de ser redireccionada para o novo emissor. Caso persista o problema, poderá ter de amplificar o sinal (ver resposta anterior).


Tenho na minha casa em Tavira uma televisão com antena interior. Até agora vejo bem os quatro canais livres. Pergunto que tipo de aparelho devo adquirir para este caso e se preciso de colocar antena exterior?
As antenas interiores servem quando está perto do emissor. Quando está longe pode captar mal e aí a opção é comprar uma antena exterior, mas veja antes que tipo de cobertura tem a sua zona - TDT ou satélite -, no "site" tdt.telecom.pt ou através do 800200838. Os descodificadores e as antenas diferem.

Moro em Queluz, tenho uma antena interior que recebe perfeitamente o sinal analógico. Comprei um descodificador TDT e não obtenho sinal nenhum que permita, sequer, configurar o aparelho. Já experimentei com uma antena exterior de um vizinho e aí já há sinal, apesar de cheio de paragens e com uma imagem borrada. Será que para TDT não posso usar uma antena interior? Além do descodificador ainda tenho de mandar pôr uma antena no telhado?
Se estiver longe do emissor, o mais provável é não conseguir, com uma antena interior, receber o sinal. Aí terá de instalar uma antena no telhado. Mas tal como no caso anterior verifique que tipo de cobertura tem, para comprar a antena adequada. A antena, se em cobertura TDT, tem de ser UHF com o canal adequada à recepção do canal 56. Se tiver cobertura satélite, a antena terá de ser parabólica e o descodificador tem de ser comprado à PT, podendo ter de gastar qualquer coisa como 100 euros.

Se, ao ligar um televisor, aparecer um aviso de que as transmissões analógicas cessaram, poderá concluir-se que o equipamento necessário será o descodificador e não haverá mais nenhuma dificuldades (designadamente a necessidade de reorientar a antena ou mesmo mudá-la), ou tal aviso ser exibido não permite tirar essa conclusão?
Não, o aviso não permite tirar essa conclusão. O aviso é colocado quando as emissões analógicas cessam na zona e serve apenas para indicar que tem de se adaptar para o sinal digital, o que pode implicar a compra do descodificador, mas também poderá obrigar à reorientação da antena ou à sua substituição. Se o aviso está no ar e ainda não fez a adaptação, verifique, primeiro, se está numa zona de cobertura TDT por via satélite através do "site" tdt.telecom.pt ou telefone gratuito 800200838. E faça a adaptação consoante a zona onde esteja. Os descodificadores são diferentes caso seja zona TDT ou zona satélite.

Tenho uma TV ligada através do sistema Meo. O que tenho de fazer para obter imagem digital? Se assinei um contrato, solicito aos responsáveis a emissão deste novo sistema. Não o pedi. É-me imposto. A não acontecer essa ligação por quem de direito, vou de imediato pedir a desligação à Meo?
Se tem um serviço Meo subscrito não tem de fazer a adaptação, porque já tem sinal digital através da rede fixa. Terá, no entanto, de proceder à adaptação se desistir do serviço Meo.

Em S. Bartolomeu de Messines não consigo instalar o aparelho para ver os canais por via do sistema TDT. Será que é necessário mudar a antena?
S. Bartolomeu de Messines é uma das zonas onde a probabilidade de não haver cobertura TDT é elevada. Verifique, pela sua morada, no "site" tdt.telecom.pt ou pelo telefone 800200828 se, de facto, não tem cobertura TDT. Nesse caso terá de colocar uma antena parabólica, que pode adquirir à PT por 61 euros ou em qualquer outra loja. Adicionalmente tem de comprar um descodificador de satélite e este só pode comprar à PT por 40 euros. O que significa que é um dos casos que pode ter de gastar, pelo menos, 100 euros para ver os quatro canais.

Não estou a conseguir ver os canais com o novo aparelho. Será que é necessário mudar a antena?
Primeiro, tal como em algumas respostas anteriores, tem de verificar se comprou o descodificador certo e se as ligações entre a caixa e o televisor estão bem feitas e os cabos em condições. Veja se está numa zona de cobertura TDT ou por satélite (no "site" tdt.telecom.pt ou telefone 800200838). Verifique também que o descodificador que comprou é para a norma Mpeg4 H.264. Se tiver o descodificador correcto, pode ter de redireccionar a antena que tem no telhado ou substitui-la se a mesma não for UHF, adequada à recepção do canal 56.

Zona de Almada: A minha sogra comprou um receptor TDT, durante 24 horas funcionou, no dia seguinte não tinha sinal, e teve de tornar a pôr o analógico. Aparelhómetros defeituosos ou o sinal TDT está intermitente ?
A Portugal Telecom diz não ter registo de problemas técnicos na zona. Verifique se os cabos de ligação estão bem colocados e se estão em condições. E verifique se o descodificador não avariou. Ou pode ter de redireccionar a antena.

Comprei uma Box marca Easy Home TDT Nano DS. É compatível com televisores mais antigos, dado não ser capaz de a pôr a funcionar?
Sim. Esse descodificador é compatível com os televisores mais antigos e permite aceder ao sinal digital. Se não está a funcionar, verifique primeiro os cabos de ligação. Se persistir o problema, verifique se está efectivamente numa zona de cobertura TDT ou se a sua área é de satélite. Pode ter comprado um descodificador TDT para uma zona satélite. O descodificador para as zonas satélite são diferentes e têm de ser comprados à Portugal Telecom. Verifique a sua cobertura através do "site" tdt.telecom.pt ou do número de telefone 800200838.

Tenho uma antena exterior que serve várias habitações no prédio. É uma antena normal e muito antiga, como tantas que se vêem espalhadas por Lisboa. Em caso algum essa antena terá de ser substituída?
Pode ter de a substituir se não for uma antena UHF adequada à recepção do canal 56. Se a antena for adequada pode, ainda, ter de a redireccionar. Veja a informação da Anacom sobre antenas (www.anacom.pt/render.jsp?contentId=1032429).

Eu tenho uma antena interna (um prato) porque a antena do meu prédio apanha mau sinal. O que terei de fazer para poder ter televisão depois de 12 de Janeiro?
Se tem esta antena e paga um serviço de televisão, não precisa de fazer nada. Se, no entanto, quiser cancelar o serviço de tv paga, tem de se adaptar.
Aí tem de comprar um descodificador se o seu televisor não estiver habilitado. Tanto o descodificador como o televisor têm de ser compatíveis com a norma Mpeg4 H.264. Antes de comprar o descodificador verifique se está numa zona de cobertura TDT ou por satélite, porque os equipamentos variam (ver resposta anterior).

As áreas que irão ficar sem sinal analógico em Abril, podem desde já ligar o descodificador digital?
Sim. O sinal digital já está, segundo a PT, disponível em todo o País, mesmo naquelas que só desligam o analógico a 26 de Abril.

Estou em Quinta do Anjo-Palmela. Tenho recepção através do emissor de Monsanto. Já será possível receber TDT nesta data?
Sim. Tal como referido em resposta anterior, o sinal digital já está disponível em todo o território, independentemente da data de desligamento.

Nas televisões modernas, LCD ou Plasma, é necessário comprar conversor?
Depende. Se estiver numa zona satélite, terá de comprar descodificador. Se estiver numa zona de cobertura TDT pode não ser necessário. Mas tem de ter a certeza que o modelo do seu televisor, mesmo sendo LCD ou Plasma, é compatível com o Mpeg4 H.264.

Tenho no edifício uma antena da Televés de 1998 para os quatro canais, será preciso mudar de antena?
Se já vê os quatro canais via satélite não tem de fazer nada. Se, no entanto, tem a parabólica para apanhar apenas canais internacionais tem de comprar o descodificador. Mas se estiver numa zona de cobertura TDT tem de comprar as caixas descodificadoras para TDT, o que, por outro lado, requer uma antena UHF no telhado. A parabólica serve se estiver numa zona de cobertura por satélite. Aí só terá de comprar o descodificador à PT. Mas mais uma vez estes procedimentos só são necessários se ainda não receber os canais portugueses.


Quem dispõe de Meo satélite necessita comprar algum descodificador TDT?
Não. Se tem Meo via satélite é porque contratou com a operadora um serviço de televisão paga e, como tal, não precisa de comprar descodificador. Terá, no entanto, de o fazer se deixar de ter o contrato para o serviço de televisão paga.


Tenho em casa a Tv Cabo, mas apenas com o pacote dos quatro canais, por isso não pago nada. Tenho que fazer alguma coisa?
Não. Quem recebe via cabo os canais de televisão não tem de fazer adaptação.


Os portugueses que vivem no estrangeiro e têm a televisão por cabo para apanhar canais portugueses têm de aderir a TDT? E como?
Não. Quem recebe os canais portugueses no estrangeiro através de televisão por cabo não tem de fazer qualquer adesão ou adaptação.

Em Vila Real quando se efectiva o "apagão" analógico?
O "apagão" no distrito de Vila Real começa a 23 de Fevereiro abrangendo os concelhos de Alijó, Mesão Frio, Mondim de Basto, Murça, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião e Vila Real. Os restantes concelhos do distrito apagam a 26 de Abril.

Temos de ter antena exterior ou interior na mesma?
Sim. Tem de ter uma antena UHF exterior se estiver numa zona de cobertura TDT. Nestes casos as antenas interiores poderão funcionar se estiver perto do emissor, mas é difícil captar o sinal. No entanto, em alguns centros históricos foram reforçadas coberturas para melhor captação interior para não haver antenas nos telhados. Caso esteja numa zona de cobertura por satélite, já terá de ter uma parabólica.


Afinal, qual o preço a pagar pelo aparelho para continuar a ver televisão a partir de 12 Janeiro?
São tantos os valores de que falam. Eu tenho 87 anos, e recebo cerca de 340 euros de pensão de sobrevivência.
O aparelho tem um custo que varia consoante a tecnologia, a marca e as funcionalidades. Há caixas a partir de 23 euros, mas há lojas onde é difícil encontrar os mais baratos. A PT, para os seus clientes, tem descodificadores mais baratos (mas é uma oferta comercial, o preço varia entre clientes e zona). Os valores dos descodificadores mais comuns estão nos 30-40 euros. Se o descodificador for de satélite, custa 40 euros. A estes valores podem acrescer custos com antenas ou instalações.

Quem tem direito ao desconto na compra do aparelho?
A comparticipação a equipamento TDT destina-se apenas aos seguintes grupos: cidadãos com necessidades especiais com grau de deficiência igual ou superior a 60%; Famílias beneficiárias do rendimento social de inserção (RSI); Reformados com rendimento inferior a 500 euros/mês. E o lar em causa não pode ter serviço de televisão paga.

A comparticipação é de 50% do valor do descodificador (e só para o descodificador), até a um máximo de 22 euros. O que significa que se o descodificador custar 40 euros, só recebe 20 euros. E se for de 30 euros, só receberá 15 euros. A comparticipação é paga depois da compra do aparelho. Veja, de seguida, o que precisa de fazer:

Quanto comprar o aparelho, peça factura em nome da pessoa abrangida. Depois deve preencher e imprimir o formulário do programa de comparticipação disponível no "site" tdt.telecom.pt ou numa loja PT e assinar conforme documento de identificação pessoal; Juntar cópia do documento de identificação, do cartão de contribuinte; cópia da factura; comprovativo de morada (factura da luz, água, gás, telefone ou serviços de comunicações electrónicas); comprovativo de NIB, cópia do comprovativo de Rendimento Social de Inserção ou comprovativo do valor de reforma ou certidão Multiuso, conforme o caso de elegibilidade.

Enviar a documentação, até 60 dias após a data da factura, para:
TDT
Apartado 1501,
EC Devesas(Vila Nova de Gaia)
4401-901 Vila Nova de Gaia

Existe uma comparticipação para os reformados que ganhem menos de 500 euros. No formulário é necessário um NIB do reformado, mas o meu pai (por doença) já não assina e por conseguinte também não tem conta bancária. Como fazer neste situação?
Não há necessidade de NIB nesses casos. A comparticipação será, depois, paga em vale postal ou cheque. Em relação à assinatura, tem de fazer a prova como o fará para outros actos jurídico-legais que requeiram assinatura.

Além de descodificador para TV antigas, é preciso actuar sobre as antenas colectivas?
Se estiver numa zona de cobertura e o sinal não chegar, pode ter de fazer o redireccionamento da antena e todos os fogos desse prédio passarão a captar o sinal. No entanto, a antena tem de ser adequada à recepção do canal 56.

Se o condomínio tiver uma central de amplificação mono-canal é necessário acrescentar o filtro do canal 56 para receber os canais TDT portugueses. Com o "switch-off" das emissões analógicas, os amplificadores mono-canal anteriormente utilizados deixarão de ter qualquer utilidade, pelo que, deverão removidos.

Moro, no 2º. andar, num prédio de quatro andares. Neste momento vejo os canais livres em perfeitas condições, mas com o aparelho TDT ligado não apanho sinal, dá mensagem "sem sinal ou com sinal fraco" apesar de morar numa zona onde já há sinal digital. Será que nos prédios com vários andares perde-se sinal e não vai ser possível ter TV digital livre?
Se a sua antena for exterior, estiver no telhado do prémio, pode ter de redireccionar a antena ou acrescentar um filtro se o prédio tiver uma central de amplificação (ver resposta à pergunta anterior). Caso persista, pode ter de optimizar o sistema de recepção, mudando a antena, ou verificar os cabos que ligam a antena até casa. Existem amplificadores de televisão que podem ajudar a captar melhor o sinal.

Estou numa zona com cobertura de sinal de TDT (Amadora), tenho televisão que suporta o sinal de TDT e recebo o sinal através de antena colectiva instalada no prédio. Será necessário orientar a antena colectiva do prédio? Neste momento já tenho acesso à TDT ou só quando desligarem o sinal analógico?
Pode ter de orientar a antena colectiva (ver respostas anteriores) ou fazer outro tipo de procedimentos (ver nas anteriores respostas).
Em relação à existência do sinal digital, este já está disponível em todo o País, cobrindo 90% da população (os restantes 10% receberão via satélite). O digital está disponível antes do desligamento analógico.

Num prédio com televisão por cabo, portanto uma única antena para o condomínio, mas em que eu não tenho televisão paga, e tenha um televisor, necessito do descodificador de sinal? Isto porque a administração de condomínio disse que por termos recepção por cabo não precisaríamos...
Se tem a recepção via televisão por cabo, mesmo que não pague, não precisa de descodificador nem de fazer qualquer tipo de adaptação. Agora, esta leitora fala de televisão por cabo e de uma antena. Se receber o sinal por uma antena no telhado já terá de fazer a adaptação, comprando o descodificador.


O sinal TDT já pode ser captado? Verifica-se que as perguntas e respostas estão vocacionadas para o momento do "apagão" analógico. Para quem tem descodificadores, já pode receber o sinal digital? Em que momento esse sinal é emitido?
O sinal digital já está a ser emitido. O que significa que, se já tem os descodificadores, pode já visualizar as emissões digitais, independentemente do momento do "apagão".

Instalei um aparelho TDT há cerca de dois meses e estava a ver TV com qualidade e conforme descrito pela comunicação social. Nada foi mexido ou mudado e desde há uma semana que não tenho imagem e só o som. Que pode estar a acontecer?
Pode ser um problema de cabos. Por vezes a ficha "scart" apresenta problemas. Retire a ficha e volte a colocá-la. Se persistir, experimente um cabo "scart" diferente.

Depois de ligar o equipamento aparece no ecrã a informação "sh signal". Tenho outra televisão já preparada e recebo em perfeitas condições. Penso que não será da antena pois recebo imagens de qualidade na televisão que adquiri recentemente.
O problema deve ser do descodificador. Verifique que tem uma caixa para a norma portuguesa Mpeg4 H.264. Verifique também os cabos e as ligações.

Moro em Lisboa a minha tv funciona bem com a antena normal. Comprei um descodificador HD 6 nos CTT, montei-o e a resposta é de que não detecta nenhum canal.
Verifique se está, de facto, numa zona de cobertura TDT em tdt.telecom.pt ou pelo 800200838. Se estiver numa zona de cobertura TDT, e depois de instalado o descodificador, tem de fazer a busca de canais e verifique que os cabos estão bem ligados. Se continuar a não detectar, veja se é preciso redireccionar a antena que está no telhado. Se continuar sem receber, terá de ligar novamente para a linha de apoio para que possam avaliar o seu caso.

O teletexto na TDT acabou?
O teletexto continua a existir, desde que o descodificador tenha essa funcionalidade.

Tenho uma televisão Philips em Portugal que comprei em Espanha há três anos e já tinha incorporado a TDT de Espanha. Vale para Portugal? Ou compro aqui um descodificador? Sou emigrante em Espanha. Em Portugal não sei onde comprar.
A norma adoptada em Espanha não é a mesma de Portugal. Assim, se a televisão Philips só estiver preparada para a norma espanhola (Mpeg2) então não consegue visualizar a TDT portuguesa. Tem de comprar um descodificador com a norma Mpeg4 H.264. Em Portugal, as caixas existem nas lojas que vendem electrodomésticos, CTT, PT e revendedores de aparelhos de telecomunicações.

Tenho cinco televisões em casa. Moro numa zona não coberta pelo TDT normal, terei de pôr uma parabólica e a PT diz-me que só posso comprar três receptores. Não será isso ilegal ?
Quem está coberto apenas por satélite só pode comprar três descodificadores e terá de o fazer à PT. Foram as regras que ficaram definidas. Mas segundo esclareceu ao Negócios a equipa envolvida na TDT, se expuser o caso à Portugal Telecom , a empresa poderá resolver o problema. O melhor é expor o caso à PT e, em simultâneo, à Anacom. Quanto à questão, não é ilegal, porque as regras foram definidas e aprovadas.

Tenho uma casa numa aldeia perto de V. N. Foz Côa, Freixo de Numão, onde via a TV através da antena da própria televisão, não tendo portanto antena exterior. Gostaria de saber se preciso só de comprar um descodificador, ou se também tenho de ter uma antena exterior para captar o sinal?
Primeiro tem de verificar, com a sua morada e código postal, se tem cobertura TDT ou via satélite. Pode ver a cobertura no "site" tdt.telecom.pt ou pelo telefone 800200 838. Se for por satélite terá de comprar, além do descodificador, a antena parabólica. Se for cobertura TDT, compre o descodificador e veja se capta sinal. As antenas interiores, na televisão digital, nem sempre conseguem captar o sinal. O que significa que se a interior não captar sinal terá mesmo de colocar uma antena UHF exterior, o que implica um custo adicional com a compra da antena e com a instalação, se não tiver cablagem para a ficha da televisão. Neste caso, o custo para se adaptar para a TDT vai subir significativamente e terá de contratar um instalador habilitado.

A minha TV não tem o símbolo TDT. O que preciso fazer?
Verifique, primeiro, se está numa zona de TDT ou de cobertura por satélite (ver primeira resposta). Em qualquer dos casos, como o televisor não está preparado terá de comprar um descodificador com a norma Mpeg4 H.264.

Gostaria de saber se um aparelho só dá para um televisor ou se haverá algum distribuidor, de forma a que ligue três televisores.
Com três televisores, cada aparelho tem de ter um descodificador.

Quero adquirir um "kit" para poder ter televisão digital a 100%, pois é uma zona sem cobertura total. Tentei comprar nas lojas PT, mas estão esgotados, tanto em Coimbra como em Pombal.
Nesta fase em que a procura de equipamentos tem vindo a aumentar, poderão existir situações de ruptura de "stock" em algumas lojas com maior procura, que serão pontuais. A PT tem reposto o "stock" quando se apercebe da situação. Se o problema persistir, é melhor ligar para o 800 200 838 a reportar a situação.

Tenho televisão analógica com a antena virada para o emissor da Serra do Marão. Este zona só vai ter o "apagão" na terceira e última fase, finais de Abril próximo. Tenho emissão analógica até Abril, certo?
Sim. O emissor será desligado a 26 de Abril, até esta data terá a emissão analógica em simultâneo com a digital. Poderá, e é aconselhável, preparar a adaptação para o digital antecipadamente.

A partir de dia 12 de Janeiro é automático que todas as televisões passem para TDT ou vai ser faseado, a partir de dia 12?
É faseado até 26 de Abril.

Comprei o descodificador e não consigo aceder à TDT. Dizem que tem sinal na minha localidade, mas não consigo ver.
Certifique-se que tem efectivamente sinal TDT (através do "site" tdt.telecom.pt ou pelo telefone 800 200 838) e que o descodificador é para a norma adoptada em Portugal Mpeg4 H.264, pois há equipamentos à venda que são para a norma Mpeg2.
Se, verificadas estas duas condições, o problema persistir, veja se tem de redireccionar a antena e faça novamente busca dos canais. Se continuar sem receber TDT, terá de recorrer a ajuda para verificar se a antena e a instalação estão em condições ou se há erro na indicação da cobertura.

Coloquei em casa do meu pai um aparelho. Mas diz que não tem sinal. Será sinal fraco ou antena?
Verifique primeiro o tipo de cobertura que tem nessa casa (TDT ou satélite), através da internet ou do telefone referido acima. Verifique ainda que o aparelho que comprou é o adequado para o tipo de cobertura. Pode ter comprado um descodificador TDT, mas estar numa zona satélite ou pode, ainda, ter comprado um descodificador não adaptado à norma adoptada em Portugal (ver resposta anterior). Verificadas estas condições, siga o procedimento descrito na resposta anterior.

Tenho um televisor que só tem uma entrada para o cabo coaxial, o da antena. Existem descodificadores com saídas para esta situação?
Sim, existem alguns (poucos) descodificadores com fichas RF (as tais que ligam o televisor à antena), mas não é fácil encontrar. Em consulta a alguns sites de venda online encontrou-se, por exemplo, o Combo DS Best Buy, mas com um preço perto dos 50 euros.
Em alternativa, há outros equipamentos, que se designam de modulador de sinal, que permitem essas ligações, o que implica que este modulador faça a ligação ao televisor e depois à caixa descodificadora. Há, ainda, a possibilidade de utilizar um reprodutor de vídeo como modulador, caso o tenha. O vídeo-gravador ficaria ligado ao televisor e o descodificador ao vídeo, mas a televisão teria de estar ligada sempre ao videogravador.

Comprei o aparelho recentemente, fiz a ligação e executei o programa de busca dos canais, mas não detectou nada. Tentei várias vezes, mas o resultado foi o mesmo. Pelo método antigo funciona plenamente. Que devo fazer?
Primeiro deve certificar-se de que a sua zona tem cobertura TDT. Pode estar numa zona coberta apenas por satélite, o que implica um descodificador específico a comprar à PT. Verifique qual a cobertura na zona em "tdt.telecom.pt" ou pelo telefone gratuito 800 200 838. Se indica zona de cobertura TDT e não está a captar sinal, pode ter de redireccionar ou substituir a antena ou pode ter comprado um descodificador que não serve para Portugal. Certifique-se de que o descodificador é para Mpeg 4.
Se o problema for da antena, verifique se pode ser um caso de antiguidade ("http://www.anacom.pt/render.jsp?contentId=1032429") ou um problema na instalação. Pode, ainda, ligar para a linha de apoio para verificarem localmente o sinal televisivo. A Anacom diz que esta medição não deve ser paga pelos cidadãos.

Comprei o aparelho, liguei-o à televisão, mas não capta sinal. Parece que o problema está na antena. Que antena especial é necessária?
Não é necessária antena especial. É uma antena UHF ou, se fora da zona de cobertura TDT, um prato (parabólica).

Porquê pagar? E quando se apaga o analógico?

Porque tem uma pessoa de pagar para continuar a ver televisão, se hoje em dia consegue ver sem custos?
Os portugueses não vão ter de pagar para ver televisão, mas têm custos na adaptação. Não pagam mensalidades, mas têm de pagar se não tiverem televisores próprios. Têm de pagar o descodificador e, se for preciso, antena. Há subsídios para famílias carenciadas. Hoje em dia, altura em
Enviar por email
Reportar erro
4
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: