Produtividade e Inovação Ebola app: para reduzir o pânico e dar acesso à informação

Ebola app: para reduzir o pânico e dar acesso à informação

Uma empresa portuguesa, a Waveweb, desenvolveu uma aplicação (app) para iPhone onde se pode consultar "informação actualizada e fidedigna sobre o número de casos confirmados, os óbitos e os países onde existem casos de ébola".
Ebola app: para reduzir o pânico e dar acesso à informação
Bloomberg
Ana Laranjeiro 31 de outubro de 2014 às 11:15

Uma empresa portuguesa, a Waveweb, desenvolveu uma aplicação (app) para iPhone onde se pode consultar "informação actualizada e fidedigna sobre o número de casos confirmados, os óbitos e os países onde existem casos de ébola". Ao Negócios, António Borges Rosado, da Waveweb, conta que a ideia para o lançamento da "Ebola app" surgiu em Agosto, quando os primeiros casos da doença foram noticiados.


"Estávamos bastante preocupados com o surto mundial e com a forma rápida com que estava a espalhar-se. Resolvemos criar uma aplicação focada no que, do ponto de vista das nossas preocupações, era o essencial: quantos casos confirmados, óbitos e onde. Foi uma forma de organizarmos a informação, para estar mais acessível e sem ruído", acrescenta. O objectivo passa, assim, por "reduzir o pânico ao facilitar o acesso a informação actualizada". Em inglês, permite consultar as últimas notícias relacionadas com o ébola, e dá explicações sobre como evitar o contágio, o que fazer e o que não fazer nestas situações. Os dados são fornecidos, nomeadamente, pela Organização Mundial de Saúde. 

 

Pelo menos, 4.922 pessoas já morreram com o vírus  ébola, segundo a Organização Mundial de Saúde.