Produtividade e Inovação Primeiro barco eléctrico para piscicultura já navega na Noruega

Primeiro barco eléctrico para piscicultura já navega na Noruega

A Siemens desenvolveu e forneceu o sistema completo de propulsão e de controlo eléctrico do primeiro barco eléctrico para a piscicultura. Siemens Portugal adianta que "muitas das soluções Siemens utilizadas na Noruega têm aplicação em Portugal".
Primeiro barco eléctrico para piscicultura já navega na Noruega
Direitos Reservados
Ana Laranjeiro 06 de abril de 2017 às 11:17

Já navega nas águas da Noruega o primeiro barco eléctrico do mundo para piscicultura. Este barco é "totalmente alimentado a baterias". O desenvolvimento e fornecimento do sistema completo de propulsão e de controlo eléctrico foi desenvolvimento pela Siemens, de acordo com um comunicado enviado às redacções pela empresa. E, posteriormente, entregue à empresa de construção norueguesa Ørnli Slipp.

"O barco de casco duplo tem cerca de 14 metros de comprimento e oito de largura, e a viagem diária que faz para a incubadora de peixe, a dois quilómetros da costa, leva cerca de 50 minutos", pode ler-se no comunicado. A bateria tem capacidade para um dia de trabalho normal, ou seja, de acerca de oito horas.

"O sistema de propulsão eléctrica economiza combustível e reduz os custos operacionais, uma vez que não precisa de tanta manutenção como um motor diesel. Além disso, a ausência de gases de escape, de vibrações e de ruído torna o ambiente de trabalho no "Elfrida" mais ecológico e saudável", refere ainda o documento.

António Carvalho, responsável pelas soluções para a indústria naval da Siemens em Portugal, aponta que "muitas das soluções Siemens utilizadas na Noruega têm aplicação em Portugal, quer no que toca a parte da frota pesqueira, quer no que concerne a alguns transportes marítimos e fluviais".

"A intenção da Siemens é incentivar cada vez mais a utilização de soluções amigas do ambiente, capazes de gerar poupanças financeiras e ambientais".