Start-ups Estudo da Amway: Portugueses acreditam que formação em empreendedorismo é "insatisfatória"

Estudo da Amway: Portugueses acreditam que formação em empreendedorismo é "insatisfatória"

Um estudo realizado pela Amway aponta que 64% dos inquiridos considera que a formação em empreendedorismo é "insatisfatória". Além disso, 50% das pessoas que participaram no estudo acreditam que é possível aprender a ser empreendedor.
Estudo da Amway: Portugueses acreditam que formação em empreendedorismo é "insatisfatória"
Miguel Baltazar/Negócios

O quinto relatório global de empreendedorismo da Amway – uma empresa do sector de venda directa – mostra que 64% dos inquiridos considera que a formação nesta área é "insatisfatória". O estudo de 2014 foca-se sobretudo a "questão de se nascer empreendedor, ou se de facto se pode aprender a sê-lo". Em relação à questão se o empreendedorismo pode ser aprendido, 50% das pessoas que participaram na elaboração deste estudo acreditam que se pode aprender a ser empreendedor.

 

O comunicado enviado às redacções revela ainda que 65% das pessoas que participaram neste estudo dizem ter uma atitude positiva face ao empreendedorismo e 41% imagina-se criar o seu próprio negócio. E o motivo apontado pela quase maioria dos inquiridos (47%) para ambicionarem ter o seu próprio negócio é a independência patronal.

 

Em comunicado a directora-geral da Amway Ibéria, Monica Milone, defende que "embora se tenham identificado algumas barreiras no Amway Global Entrepreneurship Report de 2014, a criação do próprio emprego continua a consolidar-se em Portugal, ano após ano, tanto como uma alternativa ao desemprego como uma forma de considerar o futuro a longo prazo".

 

"Em Portugal, os jovens assumem a importância da formação no que diz respeito ao empreendedorismo, especialmente formação em competências básicas na gestão de negócios. A Amway está empenhada em apoiar, através dos meios adequados, jovens empresários a descobrir o seu potencial através de programas contínuos e formações específicas, preparando-os para uma nova etapa, da melhor forma possível", acrescentou.




pub