Tecnologias A maior enciclopédia do mundo já tem 15 anos

A maior enciclopédia do mundo já tem 15 anos

A Wikipédia está de parabéns: faz 15 anos esta sexta-feira. A enciclopédia "democrática" que qualquer um pode editar tem 430 milhões de visitantes mensais em todo o mundo e já é quase impensável fazer uma pesquisa sem ela.
A maior enciclopédia do mundo já tem 15 anos
Ricardo Castelo
André Vinagre 15 de Janeiro de 2016 às 00:01

"A enciclopédia livre" faz 15 anos esta sexta-feira, 15 de Janeiro. A enciclopédia online, que nasceu em 2001, tem um total de mais de 38 milhões de páginas, 27 milhões de utilizadores, 905 mil artigos em português e ajuda milhares de alunos em todo o mundo.

 

Esta enciclopédia online é um projecto da organização sem fins lucrativos Fundação Wikimédia e é desenvolvida de maneira colaborativa, em que todos os utilizadores são convidados a editar e a acrescentar conteúdos, tornando-a democrática, mas, por vezes, pouco fiável.

 

Foi a 15 de Janeiro de 2001 que a internet passou a ter aquela que seria, mais tarde, a sua enciclopédia oficial. Fundada por Jimmy Wales (na foto) e Larry Sanger, a Wikipédia foi criada a partir da enciclopédia Nupedia, cujos artigos eram escritos por especialistas e revistos através de um processo formal. A Wikipédia era vista como um projecto que serviria de apoio à Nupedia, que utilizaria as publicações dos utilizadores para melhorar os seus conteúdos.


 

A partir daí, a Wikipédia, baptizada assim devido à palavra "wiki", que significa "rápido" no idioma havaiano, cresceu e foi indexada aos motores de busca na web. Até ao final de 2001, o site havia crescido para cerca de 20 mil artigos e 18 idiomas, tendo, em 2004, edições em 26 idiomas diferentes. A Nupédia e a Wikipédia coexistiram até 2003, altura em que os servidores da primeira foram retirados e o seu texto incorporado na Wikipédia.

 

Em 2007, esta enciclopédia online alcançou a marca dos dois milhões de artigos, ultrapassando a enciclopédia Yung-lo Ta-tien, finalizada em 1408 na China, e tornando-se na maior enciclopédia já construída.

 

A Wikipédia funciona como uma enciclopédia livre, onde qualquer utilizador pode criar ou editar conteúdos a qualquer momento. As páginas são criadas pelos internautas, o que permite fazer uma enciclopédia maior e mais actualizada, explica a BBC. Este projecto é apoiado pela Fundação Wikimedia, uma organização sem fins lucrativos que depende de contribuições públicas e de doações por parte dos utilizadores. De acordo com o New York Times, o orçamento desta fundação, liderada pela russa Lila Tretikov, é de 60 milhões de dólares (55 milhões de euros).

 

É na educação que a Wikipédia é utilizada com mais frequência. Segundo um estudo citado pelo portal Times Higher Education realizado em duas faculdades da Austrália, nove em cada dez estudantes utiliza a Wikipédia para estudar e nos seus trabalhos e 65% disse que era uma ferramenta "muito útil". A adesão que a Wikipédia tem nos estudantes é enorme, por isso, o site Times Higher Education refere que este deve ser um instrumento mais presente no ensino.

 

Com mais de 430 milhões de visitantes únicos mensais, a Wikipédia é o sétimo site mais visitado a nível global, perdendo apenas para o Google, Facebook, Youtube, Baidu, Yahoo e Amazon.

 

O facto de qualquer pessoa poder editar os conteúdos, também traz a desvantagem de muitos dos artigos não serem verificados, tornando-os pouco fiáveis. Robert McHenry, ex-editor chefe da Encyclopaedia Britannica, comparou a Wikipédia com uma casa de banho pública: "Pode estar suja, de modo que ele sabe que deve ter muito cuidado, ou pode parecer bastante limpo, de modo que seja embalado numa falsa sensação de segurança. O que ele não sabe de certeza é quem usou as instalações antes dele".

 

Como consequência da sua estrutura aberta a utilizadores anónimos, a Wikipédia "não dá nenhuma garantia da validade" dos seus conteúdos, o que tem levantado preocupações relativamente à fiabilidade desta enciclopédia. Para combater o vandalismo, a Wikipédia desenvolveu uma estrutura de poder hierárquica que dá aos administradores voluntários o poder de exercer o controlo editorial do site. Os editores têm o poder de eliminar conteúdos e bloquear utilizadores.

 

Mesmo ao fim de 15 anos, o fundador da Wikipédia ainda edita artigos todos os dias. Em 2014, numa entrevista ao The Guardian, Jimmy Wales assume que a Wikipédia não o tornou rico (segundo o New York Times, o líder da Wikipédia terá uma fortuna estimada em "apenas" um milhão de dólares ), mas garante que é esta enciclopédia que o faz feliz: "Adoro, é tão divertido".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub