Tecnologias Airbnb avaliada em 30 mil milhões após nova ronda de financiamento

Airbnb avaliada em 30 mil milhões após nova ronda de financiamento

A entrada em bolsa voltar a ficar mais distante após a Airbnb ter fechado uma ronda da captação de fundos de mil milhões de dólares.
Airbnb avaliada em 30 mil milhões após nova ronda de financiamento
Bruno Simão/Negócios
Nuno Carregueiro 10 de março de 2017 às 09:43

A Airbnb fechou uma nova ronda de captação de fundos, onde encaixou mil milhões de dólares, numa operação que avalia a plataforma de aluguer de alojamentos para turistas em cerca de 30 mil milhões de dólares.

 

De acordo com a Reuters, a empresa angariou 447,85 milhões de euros em novo capital, sendo que a actual ronda de financiamento tinha sido iniciada em Setembro com a captação de 555 milhões de dólares.

 

O Financial Times assinala que esta nova ronda de financiamento volta a adiar a perspectiva de distribuição de capital em bolsa, já que o dinheiro angariado é suficiente para financiar os planos de expansão da empresa.

 

Citado fontes próximas da empresa, o FT adianta que não é expectável que Airbnb realize uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) no próximo ano. Um adiamento que pode também dar mais tempo para a empresa resolver os problemas que tem pendentes com os reguladores em diversos países onde actua.

 

A empresa recusou identificar os novos investidores que injectaram capital na Airbnb, mas a Alphabet (casa mãe do Google) terá sido um deles.

 

A nova avaliação da Airbnb é 25% superior à registada em 2015 e coloca a empresa como uma das tecnológicas mais valiosas dos Estados Unidos. E ao contrário de muitas outras empresas do sector, a Airbnb conseguiu no segundo semestre do ano passado gerar um EBITDA positivo, estimando também um registo positivo na totalidade deste ano.   

 

A empresa já opera em 65 mil cidades do mundo e pretende com o dinheiro encaixado expandir-se para novas áreas de negócios, como os circuitos turísticos e aluguer de habitação de luxo.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub