Tecnologias Amazon compra farmacêutica online e agita sector

Amazon compra farmacêutica online e agita sector

A Amazon chegou a acordo para a compra da farmacêutica online PillPack, entrando no mercado de saúde e garantindo uma rede de distribuição de fármacos. Os valores do negócio, anunciado esta quinta-feira, não foram revelados.
Amazon compra farmacêutica online e agita sector
amazon
Negócios com Bloomberg 28 de junho de 2018 às 16:15
A Amazon chegou a acordo para a compra da farmacêutica online PillPack, entrando no mercado de saúde e garantindo uma rede de distribuição de fármacos. Os valores do negócio, anunciado esta quinta-feira, não foram revelados.

A PillPack é uma startup que centra o seu negócio em clientes que tomam vários medicamentos por dia. A empresa disponibiliza as doses pré-embaladas, coordena o reabastecimento dos fármacos e gere a distribuição via postal.

O negócio, que deverá ficar concluído até ao final do ano, constitui uma forte ameaça para as cadeias de farmácias como a Walgreens Boots ou a CVS Health, cujas acções perdiam 10% e 8,9%, cerca de hora e meia após o início da negociação desta quinta-feira na bolsa de Nova Iorque. Os analistas comparam esta operação com a entrada, em Junho de 2017, da empresa liderada por Jeff Bezos (na foto) no mercado de distribuição alimentar, com a aquisição da Whole Foods Market.

Em 2016, os norte-americanos gastaram 328,6 mil milhões de dólares (282,9 mil milhões de euros ao câmbio actual) em medicamentos com receita médica, segundo dados do governo norte-americano.

A CVS Health registou vendas de medicamentos com prescrição médica no valor de 59,5 mil milhões de dólares (51,2 mil milhões de euros) no ano passado, enquanto a Walgreens Boots facturou 57,8 mil milhões de dólares (49,7 mil milhões de euros) em fármacos no seu último exercício fiscal.




pub