Tecnologias Apple, Spotify e Facebook bloqueiam conteúdos de site pro-Trump

Apple, Spotify e Facebook bloqueiam conteúdos de site pro-Trump

Várias tecnológicas estão a alinhar-se no combate à partilha de conteúdos online violentos e falsos. Depois da Google, também a Apple, Spotify e Facebook estão a tomar medidas perante o website Infowars e o seu director, Alex Jones.
Apple, Spotify e Facebook bloqueiam conteúdos de site pro-Trump
Kiyoshi Ota/Bloomberg
Negócios 06 de agosto de 2018 às 18:35

O Infowars, um site de notícias que apoia o presidente Donald Trump, foi bloquedo nas plataformas Apple, Spotify e Facebook, avançou esta segunda-feira o Financial Times.

Este site tem sido criticado pelos liberais americanos, que o acusam de promover teorias da conspiração e um discurso de ódio.

A Apple confirmou que removeu cinco de seis dos podcast transmitidos pelo Infowars no iTunes. "Nós acreditamos em representar um largo número de opiniões, desde que respeitem quem tem visões diferentes", justificou fonte oficial à publicação britânica.

Já a rede social de Mark Zuckerberg decidiu bloquear quatro páginas geridas por Alex Jones, o director do site Infowars, ao mesmo tempo que suspendeu a conta do próprio por um mês para evitar as publicações violentas e com conteúdo de ódio. O Facebook considera que este utilizador "glorifica a violência" e utiliza "linguagem desumana para descrever pessoas transgénero, muçulmanos e imigrantes".

No caso do Spotify, foram removidos todos os episódios do "Alex Jones Show".

Estas decisões sucedem-se à de outra gigante tecnológica, a Google, que é dona do Youtube. Esta página de vídeos retirou, no último mês, quatro conteúdos publicados por Alex Jones.




pub