Tecnologias Bi4all abre escritório no Grande Porto antes de “atacar” Espanha

Bi4all abre escritório no Grande Porto antes de “atacar” Espanha

A tecnológica Bi4all expandiu as suas operações inaugurando um novo escritório na área do Grande Porto, tal como o Negócios já tinha noticiado. Seguir-se-á a expansão para Espanha. A delegação no Porto conta actualmente com 11 colaboradores mas esse número irá aumentar ainda este ano.
Bi4all abre escritório no Grande Porto antes de “atacar” Espanha
Bruno Colaço
Pedro Curvelo 13 de setembro de 2018 às 14:24

A Bi4all, empresa portuguesa de "business intelligence", expandiu as suas operações inaugurando um novo escritório na área do Grande Porto, tal como o Negócios já tinha noticiado. Seguir-se-á a expansão para Espanha.

O novo escritório situa-se no TecMaia (Parque da Ciência e Tecnologia da Maia) e conta, actualmente, com 11 colaboradores, prevendo a empresa aumentar este número.


Em comunicado, a Bi4all justifica a opção de abrir uma delegação no Porto com a "existência de um relevante tecido empresarial, bem como de profissionais de reconhecida competência nas áreas de tecnologias de informação".


"Acreditamos que, ao apostarmos no reforço da nossa operação no Porto, iremos conseguir apoiar de forma mais próxima os clientes da região Norte, de modo a criarmos uma relação mais sólida, beneficiando da centralidade geográfica, qualidade dos profissionais e facilidade ao nível das comunicações", refere o CEO da empresa, José OIiveira.


Em Agosto, José Oliveira avançou ao Negócios que o número de colaboradores da Bi4all, que era de 145 no final de 2017, deverá ficar muito próximo dos 250 no final deste ano. O CEO da empresa revelou também que irão mudar de instalações em Lisboa, para um espaço maior, e que, de seguida, a Bi4all irá abrir um escritório em Espanha, sendo Madrid e Bilbao as duas localizações em estudo. A entrada no país vizinho poderá ocorrer ainda este ano ou no início do próximo.


O volume de negócios da empresa foi de nove milhões de euros em 2017, uma subida de 28%, mas para este ano os objectivos são mais ambiciosos. "A minha meta são os 12 milhões", afirmou o responsável. O resultado bruto operacional (EBITDA) no ano passado foi de um milhão de euros, "para este ano ‘atiramos’ para os 1,7 milhões", acrescentou.




pub