Tecnologias Claranet recruta para novo centro de apoio em Portugal

Claranet recruta para novo centro de apoio em Portugal

A tecnológica reconhece o “défice” de recursos humanos em Portugal e disponibiliza formação para a área de “cloud”. O novo centro tem pólos em Lisboa e Porto.
Claranet recruta para novo centro de apoio em Portugal
Negócios 06 de dezembro de 2017 às 12:28

A tecnológica Claranet abriu um novo centro de apoio ao cliente em Portugal. A aposta distribui-se por três pólos, entre Lisboa, Porto e São Paulo, uma vez que a operação brasileira foi desenvolvida a partir de Portugal.

O novo centro, que prestará apoio a parceiros como Microsoft Azure, Amazon Web Services (AWS) e Google na Europa e no Brasil, conta actualmente com 25 trabalhadores e está a contratar, para concretizar o seu objectivo de atingir os 100 funcionários dentro de três anos.


Em comunicado, a empresa define que quer "atrair o melhor talento em áreas inovadoras de engenharia" mas reconhece o "défice" de recursos humanos especializados – devido ao empreendedorismo e à entrada de centros de operações multinacionais em Portugal – nas suas áreas de actuação.


Nesse sentido, a Claranet vai também lançar uma área de formação especializada, dirigida a "engenheiros, arquitectos, administradores de sistemas ou programadores, que necessitem ganhar competências em ‘cloud’".


A empresa já tinha outro centro de apoio em Portugal desde 2015 mas prestava apenas serviços a nível interno. A Claranet tem também instalados cinco centros de dados em Portugal, informou em comunicado.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub