Tecnologias Nokia dispensa 310 e pára produção de câmara de realidade virtual

Nokia dispensa 310 e pára produção de câmara de realidade virtual

A Nokia anunciou esta terça-feira, 10 de Outubro, que vai reduzir cerca de um terço da sua força de trabalho na unidade Nokia Technologies. A falta de sucesso no mercado de realidade virtual dita a decisão.
Nokia dispensa 310 e pára produção de câmara de realidade virtual
Reuters
Negócios 10 de outubro de 2017 às 11:25

A Nokia tem planos para reduzir 310 dos seus trabalhadores da unidade de tecnologia e suspender o desenvolvimento da sua câmara de realidade virtual OZO.

O anúncio foi feito esta terça-feira, 10 de Outubro, pela empresa finlandesa.

 

Segundo a agência Reuters, a unidade em questão tem cerca de 1.090 trabalhadores. O corte na força de trabalho deverá sentir-se na Finlândia, Estados Unidos da América e Reino Unido.

Desenvolver produtos ligados à saúde digital e o negócio de patentes e licenciamentos vão continuar a ser prioridades desta unidade.

 

"O desenvolvimento abaixo do esperado do mercado de realidade virtual justifica que a Nokia Technologies planeie reduzir investimentos e focar-se mais nas oportunidades de licenciamento de tecnologia", afirmou em comunicado.

 

A Nokia, antes conhecida pelos telemóveis, está agora focada nos equipamentos para redes de telecomunicações.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub