Tecnologias Novabase aumenta lucros para 3,9 milhões até Junho

Novabase aumenta lucros para 3,9 milhões até Junho

Depois de ter vendido o negócio de infra-estruturas e ter regressado ao PSI-20, a Novabase aumentou os seus lucros. A estratégia de internacionalização é uma das justificações para os resultados.
A carregar o vídeo ...
Wilson Ledo 27 de julho de 2017 às 16:44

A tecnológica Novabase fechou o primeiro semestre de 2017 com um lucro de 3,9 milhões de euros, 41% acima dos 2,8 milhões registados em igual período do ano passado.

A informação foi prestada esta quinta-feira, 27 de Julho, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).


Já o lucro antes de impostos, juros depreciações e amortizações (EBITDA) aumentou 33% para os 5,4 milhões de euros, face aos 4,1 milhões em termos homólogos.


A empresa liderada por Luís Salvado registou um volume de negócios de 72,4 milhões de euros. No primeiro semestre de 2016, o indicador tinha-se ficado pelos 64,1 milhões, o que revela uma subida de 13%.


Desse total, o estrangeiro representa 60%. A vertente internacional contribuiu com 43,4 milhões de euros para o volume de negócios, o que compara com 37,6 milhões no primeiro semestre de 2016.


"Os resultados do primeiro semestre confirmam o sucesso da estratégia de internacionalização e estão em linha com os objectivos traçados para este ano", reagiu o presidente da Novabase. A empresa "mantém confiança" num volume de negócios de 140 milhões e de um EBITDA superior a 10 milhões de euros no ano de 2017.


Os indicadores, na comparação homóloga, não consideram o negócio de infra-estruturas vendido em Outubro de 2016 à Vinci por 38,4 milhões de euros. O valor da operação acabou por ser revisto este ano, em 2,7 milhões, para os 41 milhões de euros, informou a empresa. A alienação justifica, por isso, a queda de 15% no número de trabalhadores da Novabase, para os 2.074 no período analisado.


No primeiro semestre, a Novabase regressou ainda ao principal índice da Bolsa de Valores de Lisboa, o PSI-20. A empresa considera que esta entrada "aumenta a visibilidade", o que poderá representar "um aumento na liquidez dos seus títulos, que valorizaram 29%" entre Janeiro e Junho.

A empresa encerrou a sessão desta quinta-feira, 27 de Julho, a valorizar 0,93% para 3,15 euros.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ACORDEM vendam novabase COMPREM BCP 27.07.2017

O MILENIUM BCP vai TRIPLICAR ATÉ AO FIM DO ANO

pub