Tecnologias Reditus reduz prejuízos para 1,6 milhões de euros

Reditus reduz prejuízos para 1,6 milhões de euros

A tecnológica baixou as receitas devido ao desempenho no mercado português. O EBITDA aumentou devido ao contributo da área de IT Consulting.
Reditus reduz prejuízos para 1,6 milhões de euros
Nuno Carregueiro 01 de maio de 2018 às 10:29

A Reditus apurou um resultado líquido negativo de 1,6 milhões de euros, o que representa uma redução face aos prejuízos de 2,9 milhões de euros registados no exercício anterior.

 

Os proveitos operacionais da empresa liderada por Francisco Santana Ramos (na foto) caíram 6,3% para 42 milhões de euros, com o negócio internacional a representar já 46% do total, contra 39% em 2016. No mercado nacional as vendas registaram uma queda de 16,8%.

 

O EBITDA aumentou 76,9% para 4,86 milhões de euros, pelo que a margem EBITDA melhorou mais de 5 pontos percentuais para 11,6%

 

"O resultado foi negativamente influenciado por factores não recorrentes, como sejam, provisões e perdas de imparidades no montante 0,8 milhões de euros e Net Present Value de valores a receber de clientes no montante de 0,8 milhões de euros", refere um comunicado da tecnológica.

 

A Reditus explica a descida das receitas com o segmento BPO da área de Client Services, que reflecte "o término contratual de um contrato de grande dimensão que existia no ano anterior e que o Grupo tem vindo concertadamente a substituir por outros de equivalente valor e de maior rentabilidade".

 

Em sentido inverso, a "área de IT Consulting foi a que mais contribuiu para a melhoria de resultados do Grupo com crescimentos positivos nos Proveitos e no EBITDA, com a entrada de novos clientes e com renovações de contratos existentes no mercado nacional".

 

A Reditus fechou o exercício de 2017 com uma dívida líquida de 60,7 milhões de euros, o que representa um aumento de 2,6% face ao registado no fecho de 2016.

 

 




Saber mais e Alertas
pub