Tecnologias Sensores 3D atrasam produção do iPhone X

Sensores 3D atrasam produção do iPhone X

A Apple está a ver confrontada com atrasos na produção do seu iPhone X, que deverá ser posto à venda em Novembro por 999 dólares. Tudo à conta de problemas no processo de fabrico dos sensores a três dimensões.
Sensores 3D atrasam produção do iPhone X
Reuters
Carla Pedro 28 de setembro de 2017 às 01:06

A tecnológica liderada por Tim Cook está a ver-se a braços com um problema na produção do iPhone X, apresentado no passado dia 12 de Setembro e que deverá começar a ser vendido a partir de Novembro por 999 dólares.

 

Segundo os relatos de alguns meios de comunicação social, tem havido problemas no processo de fabrico dos sensores 3D. Os fabricantes das componentes desses sensores, usados no reconhecimento facial, estão, pois, a ter dificuldades em alcançar níveis adequados de produção, salienta o jornal económico japonês Nikkei, citado pela Bloomberg.

 

O atraso tem a ver com a montagem do equipamento que é usado para projectar os 30.000 pontos de infravermelhos que vão mapear o rosto do utilizador para o processo de reconhecimento facial, referiu, por seu lado, o The Wall Street Journal. Segundo o WSJ, a montagem dos projectores desses pontos está por conta da LG Innotek e da Sharp Corp.

 

No iPhone X, recorde-se, deixou de existir o botão ‘home’. Para desbloquear o telemóvel, a câmara frontal do aparelho mapeia o rosto do utilizador, identificado por meio dos 30.000 pontos de infravermelhos que reconhecem as suas características e o convertem num código matemático. Por isso, conforme sublinha a BBC News, o utilizador pode mudar de penteado, colocar óculos e ir envelhecendo, mas nem assim deixará de ser reconhecido.

 

A empresa sediada em Cupertino, na Califórnia, já se tinha deparado com atrasos no fabrico deste aparelho devido à tecnologia do novo ecrã táctil OLED (sigla em inglês para díodo emissor de luz orgânico).

 

Agora, este novo revés poderá ter sido um factor decisivo para a Apple ter pedido aos fornecedores para reterem a expedição de algumas peças do iPhone X, conforme foi reportado na segunda-feira pela Digitimes – que deu conta de que foi solicitado aos fornecedores que enviassem apenas 40% das componentes inicialmente encomendadas.

 

No dia 12 de Setembro, além do iPhone X, criado em comemoração dos 10 anos destes smartphones da Apple, foi apresentada também a nova versão do AppleWatch, bem como o iPhone 8 e o 8 Plus – que na primeira semana de comercialização apresentaram números de vendas e pré-encomendas abaixo do esperado, penalizando assim em bolsa a empresa da maçã.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Flop Há 3 semanas

flop

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub