Tecnologias Tesla vai instalar maior bateria de lítio do mundo na Austrália

Tesla vai instalar maior bateria de lítio do mundo na Austrália

A tecnológica liderada por Elon Musk venceu um concurso para a construção daquela que será a maior bateria de lítio do mundo, que será construída no sul da Austrália.
Tesla vai instalar maior bateria de lítio do mundo na Austrália
Reuters
Negócios 07 de julho de 2017 às 18:18

A fabricante de automóveis eléctricos Tesla venceu um concurso para a construção do que o líder da empresa, Elon Musk, garante que será a maior bateria de lítio do mundo.

 

A bateria terá uma potência de 100 megawatts e deverá estar concluída ainda neste ano, dado que Musk chegou a prometer que estaria pronta num período máximo de 100 dias, caso contrário seria grátis para o governo australiano, segundo disse o líder da Tesla num tweet publicado em Março último.

 

"Existe seguramente algum risco, porque esta será a maior instalação de uma bateria no mundo com uma grande diferença", disse Musk em declarações feitas esta sexta-feira em Adelaide, que aproveitou para recordar que a actual maior bateria de lítio tem uma potência de 30 megawatts.

 

A bateria construída pela Tesla será acoplada a um parque eólico construído pela francesa Neoen (algumas parcelas deste projecto estão ainda em construção), permitindo guardar a energia eólica ali produzida, um projecto que pretende revolucionar a forma como é armazenada energia renovável.

 

A bateria produzirá energia suficiente para fornecer luz a 30 mil lares caso haja uma ruptura no fornecimento energético. Não foram revelados valores concretos sobre o custo do projecto da Tesla, embora Tusk tenha dito que resultará num custo de "50 milhões de dólares ou mais".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub