Tecnologias Whatsapp introduz escrita em negrito, itálico e riscado

Whatsapp introduz escrita em negrito, itálico e riscado

A aplicação de mensagens instantâneas Whatsapp introduziu novas formas de texto. Agora vai ser possível escrever em negrito, itálico ou riscado (com um risco por cima de cada palavra).
Whatsapp introduz escrita em negrito, itálico e riscado
Bloomberg
André Vinagre 30 de março de 2016 às 12:00

Entre várias novidades, a nova versão do Whatsapp permite escrever em negrito, itálico ou riscado, mostra o jornal espanhol Expansión esta quarta-feira, 30 de Março.

 

No entanto, cada estilo terá de ser configurado pelo utilizador. Para que o texto fique a negrito é necessário colocar um asterisco antes e depois da parte que se quer que fique a negrito, por exemplo *texto*. No caso do itálico, o utilizador deverá fazer o mesmo procedimento, mas com o "underscore" (_) e para riscar uma palavra terá de usar o til (~) antes e depois da palavra ou texto em causa.

 

Estas novidades estão disponíveis partir da versão 2.12.535 para Android e 2.12.17 para iOS. Outra das novidades destas novas versões da aplicação é a possibilidade de o utilizador ver, enviar e receber documentos PDF.

 

O Whatsapp celebrou no mês passado sete anos de existência e já este ano anunciou que tinha alcançado a marca dos mil milhões de utilizadores. "Isto significa que uma em cada sete pessoas no planeta Terra usa o Whatsapp a cada mês para manter contacto com os seus familiares, entes queridos e amigos", lê-se no blogue oficial da aplicação.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Eliane De Brito da Silva 30.03.2016

http://200.219.253.73/~mega/noticia407/noticia1.php?N=8294&gera=fDdBaA269iC7jF1g3e0clhE5b4m8&status=ativo

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub